Época 2015/16

Época 2015/16

Rodrigo marca 2 à Costa Rica

O internacional espanhol sub-20 do Benfica fez os dois primeiros golos da Espanha contra a Costa Rica no Mundial que decorre na Colômbia.
Não foi uma vitória fácil da Espanha apesar de ter chegado a 2-0 no início da 2ª parte.
Rodrigo jogou 80 minutos a ponta de lança, na posição que Nélson Oliveira desempenhou ontem no Portugal-Uruguai, tendo demonstrado excelente técnica e movimentação.
Poderá ser muito útil no Benfica num sistema sem Cardozo pois é muito rápido e remata bem com o pé esquerdo.

A propósito da selecção de sub-20

A selecção portuguesa de sub-20 empatou esta madrugada 0-0 com o Uruguai no primeiro jogo do Mundial da categoria.
O jogo foi bem disputado e ambas as selecções queriam vencer por isso o empate a zero não significa que tinha sido um jogo monótono, longe disso.
Escrevo sobre este jogo para fazer umas referências aos nossos que jogaram. Foram eles, Mika, Roderick, Luís Martins, Sana e Nélson Oliveira.
Mika agradou-me bastante porque se mostrou seguro entre os postes, saindo bem aos cruzamentos.
Roderick esteve bem no centro da defesa, não comprometendo.
Luís Martins foi para mim uma agradável surpresa, defendendo bem e atacando melhor. Excelente técnica.
Sana sem dar muitos nas vistas, deu consistência ao meio-campo.
Nélson Oliveira também me agradou porque para além de ter sido um perigo constante para a baliza uruguaia, demonstrou grande espírito de luta, factor que não era propriamente o seu forte. Como consequência provocou um sururu pois os uruguaios, como dizem os brasileiros, não levam desaforo para casa.

O que se diria aqui?

Victor, guarda-redes do Grêmio de Porto Alegre e suplente de Júlio César na selecção brasileira quis fintar Ronaldinho Gaúcho e deu-se mal.
Imagine-se um lance destes protagonizado por Roberto.

Benfica - Goalkeepers

Aqui está um exemplo de como a nossa imprensa trata os jogadores do Benfica e os outros.
«Inesperadamente Quim revelou alguma insegurança entre os postes, mormente nos cantos e cruzamentos (…)» - Paulo Pinto - Jornalista de A Bola na análise aos jogadores no recente Gil Vicente-SC Braga.

Esta análise trouxe-nos à memória um conjunto de situações ocorridas nos últimos tempos com o desempenho dos titulares da baliza do Benfica, nomeadamente o massacre a que assistimos na última época com Roberto.

Regressando um pouco atrás, diríamos que foi com surpresa que temos assistido ao desmoronamento da tradicional escola de guarda-redes portugueses. Provavelmente fruto dos novos tempos em que é mais fácil comprar lá fora do que formar cá dentro, uma situação que alastra a todos os sectores da vida nacional e que tem propiciado um aumento galopante da nossa dívida externa. Só lamentamos é que a fobia de importações não tenha ainda contemplado políticos, porque talvez assim estivéssemos menos endividados e mais desenvolvidos...

Como aqui já escrevémos, Quim nunca foi um guarda-redes consensual no Benfica. E na última época que esteve ao serviço dos encarnados, do nosso ponto de vista só assumiu a titularidade porque no jogo da ‘Eusébio Cup’ teve o mérito e a felicidade de defender  4 penalties. A análise crítica que citamos acima coincide com aquilo que sempre vislumbrámos em Quim, muito embora consideremos tratar-se de um bom guarda-redes entre os postes e de ter tido um comportamento que não justificava que o anûncio público da sua não renovação tivesse acontecido como sucedeu.

O sistema de jogo implementado por Jorge Jesus na equipa do Benfica implica que o guarda-redes bastas vezes tenha que ser líbero. E para isso tem que ter muito treino e sobretudo características que se adaptem. E neste caso ou se têm ou não se tem. Em nosso entender Quim não as tem porque toda a sua fase de formação foi feita em equipas cujos compartimentos defensivos foram treinados para jogar dentro da área e não é na última fase da sua carreira que vai aprender. Isso não significa, repetimos, que ele não seja um bom guarda-redes dentro dos condicionalismos que apontámos.

Com Roberto passou-se algo semelhante. Para além de não ter a experiência de Quim, a sua carreira é ainda precoce e nos jogos que disputou fê-los em equipas com um certo pendor defensivo. É conhecida a sua performance no Saragoça da penúltima época em que foi considerado um dos melhores guarda-redes a actuar na Liga Espanhola. Terá sido isso que levou o Benfica a contratá-lo.

Tal como tinha acontecido ao seu antecessor, Roberto por força de um posicionamento a que não estava habituado demonstrou fragilidades idênticas, sendo que rapidamente foi mimoseado com a artilharia pesada dos media a que aderiram os adeptos que encaram os seus comentários e críticas como verdades imutáveis. A partir daí era fácil perceber que só muito dificilmente o ser humano Roberto conseguiria resistir. Mantemos o que repetidamente dissémos: Roberto tem potencial e enquadrado numa equipa em que não esteja sob pressão constante tem todas as condições, até pela sua idade, para se transformar num excelente guarda-redes.

A contratação de Artur Moraes foi tida assim como um facto normal. Tinha tido uma excelente época ao serviço dos bracarenses, era experiente, frio e demonstrava boa atitude nas saídas a cantos e cruzamentos. Os primeiros jogos, apesar de ter que se adaptar ao novo sistema, confirmaram em absoluto aquelas características. Tudo parecia caminhar bem  até que...

... o Benfica contratou Eduardo. De imediato, os habituais desestabilizadores propagandearam que se os encarnados tinham ido buscar o actual titular da selecção nacional e este tinha vindo, era porque lhe tinham prometido a titularidade. E isso constituia um factor de desestabilização tremenda para Artur. No 1º golo sofrido contra o Anderlecht os comissários de serviço do pasquim logo vieram dizer que isso era sinónimo que Artur sentia já o bafo de Eduardo. Veio o jogo com os turcos e Artur manteve a titularidade e teve uma actuação que contrariou aquelas aves agoirentas, assinando uma exibição irrepreensível e demonstrando uma frieza assinalável em toda a partida.

Não sabemos e muito menos prevemos o futuro. Tudo como se sabe pode acontecer: erros, baixas de forma, expulsões, ou até mesmo Eduardo demonstrar que está em melhor forma e assim assumir a titularidade. A acontecer, nessa altura, lá viriam os inefáveis Zandingas dizer que ‘tal como tínhamos previsto...’ .

Neste momento, Artur Moraes é titular com inteira justiça e assim deve continuar. Isso não retira qualquer parcela de mérito a Eduardo que terá certamente ensejo de demonstrar a oportunidade da sua contratação. Mas estarem a insistir no assunto é sinónimo que o seu objectivo é outro completamente diferente – desestabilizar a baliza dos encarnados.

E isso, como é evidente, será denunciado sem quaisquer titubiezas!»

Podia ter sido pior

Portugal conheceu há minutos os adversários da fase de qualificação para o Mundial de 2014 que se disputa no Brasil.
Sendo um dos 9 cabeças-de-série livrou-se de defrontar 8 fortes selecções, mas apanhou uma difícil Rússia, um perigoso Israel, uma chata Irlanda do Norte e as peras-doces Azerbaijão e Luxemburgo.
Apenas se apura um directamente, enquanto o 2º do grupo, se não foi o pior dos  nove grupos, disputará uma repescagem com os outros melhores 2ºs classificados. 
Recapitulando, os 9 primeiros classificados dos grupos ficam automaticamente apurados e os 8 melhores segundos jogam um play-off para apurar mais 4 selecções, perfazendo as 13 que a Europa apura para a fase final do Mundial.
Boa sorte Portugal!

Uma pena não caber no plantel

Rodrigo Mora provavelmente não ficará no plantel devido à limitação de estrangeiros e ao facto de ter estado cerca de 6 meses sem competir por retaliação do seu ex-clube, o Defensor Sporting do Uruguai.
Pelo que se tem visto e lido, este avançado é matador.
Não ficando no Benfica, gostaria de vê-lo no campeonato português em vez do argentino onde tem clubes interessados nele.


O próximo a sair?

Nos últimos dois anos têm saído jóias do plantel do Benfica. Vá lá que pelo menos renderam bom dinheiro.
Este ano temos um plantel ainda mais rico, sobretudo em quantidade, por isso não admirará que no final da época, ou até em Janeiro, saia alguém com destino aos tubarões do futebol.
Os compradores têm sido o Real Madrid (Di Maria e Coentrão) e o Chelsea (Ramires e David Luiz).
Agora fala-se no Manchester United e no Gaitán.
Se a saída de Gaitán é inevitável a curto ou a médio prazo, já o nome do destinatário, sendo embora um grande do futebol europeu, não me parece que tenha estofo financeiro para pagar 45 milhões, ou perto disso. A não ser que Sir Alex Fergusson perca a cabeça. Veremos!
Apesar de algum relaxamento competitivo que ainda demonstra, ninguém terá dúvidas que o Gaitán é um predestinado com a bola no pé.

Terá sido mais um devaneio de verão

Ao que parece a novela Luisão estará quase no fim.
Apesar de Jesus ter dito que só depois do dia 3, data da 2ª mão da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, se saberia o futuro de Luisão, parece que as coisas apontam para a sua continuidade, o que nem é surpresa.
Todos os anos esta novela é reeditada e acaba sempre com casamento entre as duas partes e este parece que não será diferente. Mais um aumento e está tudo resolvido.
A participação do ainda e provavelmente futuro capitão no jogo com o Trabzonspor inviabiliza a inscrição na mesma prova por outro clube o que diminui bastante o leque de opções em termos de clubes, embora o nome que tem vindo a ser falado, o PSG, não participe nesta prova.
Jesus deseja a continuidade de Luisão o que é meio caminho andado para um acordo entre as partes. E todos vimos a importância dele no jogo de 4ª feira por isso o desejo dos benfiquistas é que ele fique.

A melhor notícia do dia

Finalmente vai acabar a novela alimentada pela imprensa e por alguns benfiquistas sobre a renovação de Maxi Pereira. Ainda existem jogadores com carácter!
O interesse e a palavra dele, para além do seu valor como jogador, fazem com que mereça o respeito de todos os benfiquistas, numa altura que os exemplos nem sempre são os melhores e não estou a falar apenas de Luisão.
Vai renovar o contrato, jogar na Turquia e parte de férias até às vésperas do início do campeonato a 14 de Agosto em Barcelos.
Para mim esta foi sem dúvida a notícia deste dia 29 de Julho.
Merece ser o nosso vice-capitão!

Benfica será cabeça-de-série no playoff ...

Caso elimine o Trabzonspor da Turquia.
Devido ao seu coeficiente na UEFA (81.319), o Benfica poderá ser um dos 5 cabeças-de-série no jogo do playoff que apura para a fase de grupos.
Porque muita gente desconhece como e quando será o playoff, aqui vos deixo o resultado da minha pesquisa.
Neste momento estão apuradas 22 equipas para a fase de grupos, faltando saber quem serão as 10 que vão completar o lote de 32 que formarão os 8 grupos de 4 equipas.
Dos 10 clubes que estavam automaticamente apurados para a 3ª pré-eliminatória apuram-se 5, aos quais se juntarão 10 dos 20 que vêm da 2ª pré-eliminatória, perfazendo 15 equipas que se juntam às 5 automaticamente apuradas para o playoff, a saber, Bayern de Munique, Arsenal, Lyon, Villareal e Udinese.
Assim, o playoff com jogos a realizarem-se a 16 ou 17 e 23 ou 24 de Agosto será disputado entre as 5 equipas atrás referidas que tiveram entrada directa no playoff, mais 5 das que entraram na 3ª pré, onde se espera que uma seja o Benfica, mais 10 das 20 que vieram da 2ª pré, apurando-se então as 10 que faltam para completar as 32 da fase de grupos.
De salientar que entre todas as que aspiram a uma das 10 vagas, apenas o Bayern, o Arsenal e o Lyon têm melhor coeficiente que o Benfica o que faz com que fiquem fora do seu caminho nesta fase. O perigo maior é o Rubin Kazan que foi vencer o Dínamo de Kiev fora de casa por 2-0.
Abaixo os resultados da 1ª mão da 3ª pré-eliminatória.
3PE27/07Rosenborg Noruega0-1República Checa Plzeň
 33' Vaclav Pilar
3PE27/07Benfica Portugal2-0Turquia Trabzonsporvideo 71' Nolito, 88' Nico Gaitán
3PE27/07Standard Liège Bélgica1-1Suíça FC Zürich
 90' Nacho González; 78' Admir Mehmedi
3PE27/07Maccabi Haifa Israel2-1Eslovénia NK Maribor
 70' Dele Yampolsky, 8' (g.p.) Vladimer Dvalishvili; 27' Marcos
3PE27/07FC København Dinamarca1-0República da Irlanda Shamrock Rovers
 4' Sölvi Ottesen
3PE27/07Odense BK Dinamarca1-1Grécia Panathinaikos
 90' Tore Reginiussen; 47' Sebastián Leto
3PE27/07HJK Finlândia1-2Croácia Dinamo Zagreb
 14' Alexander Ring, 19' (p.b.) Rafinha; 77' Sammir
3PE26/07Genk Bélgica2-1Sérvia Partizan
 70' (g.p.) Jelle Vossen, 90+2' Marvin Ogunjimi; 65' Nemanja Tomic
3PE26/07Rangers Escócia0-1Suécia Malmö
 18' Daniel Larsson
3PE26/07Twente Holanda2-0Roménia FC Vaslui
 34' (g.p.)57' Marc Janko
3PE26/07Dynamo Kyiv Ucrânia0-2Rússia Rubin Kazan
 6' Alan Kasaev, 68' (g.p.) Bibras Natkho
3PE26/07Litex Lovech Bulgária1-2Polónia Wisla Krakówvideo 45+1' Wellington Tom; 19' Michael Lamey, 76' Maor Melikson
3PE26/07APOEL Chipre0-0Eslováquia Slovan Bratislava
3PE26/07Zestafoni Geórgia1-1Áustria Sturm Graz
 74' Nikoloz Gelashvili; 78' Patrick Wolf
3PE26/07Ekranas Lituânia0-0Bielorrússia BATE

A arrogância santista

Os dirigentes do Santos estão a ficar arrogantes.
Sem dúvida que neste momento o Santos é o clube do Brasil que mais tem valorizado e transferido jogadores para a Europa.
No ano passado foi Weslei para o Werder Bremen (10 M€) e André Felipe para o Dínamo de Kiev (8 M€), este ano já foram Zé Eduardo para o Génova (4,5 M€), Alan Patrick para o Shakthar (4 M€), Jonathan para o Inter de Milão (5M€), Danilo e Alex Sandro para o FC Porto (13 + 9,6 M€).
Na maioria dos casos os jogadores mal aqueceram o lugar no clube. Dou um exemplo, Jonathan custou 2 milhões em Dezembro e saíu por 8 milhões agora. Noutros casos o dinheiro não é todo para o Santos porque os jogadores estavam no clube colocados por empresários.
Quando falo de arrogância baseio-me na notícia de hoje em que dizem que 45 milhões por Neymar é muito pouco se se considerar que o Real Madrid deu 30 milhões por um jogador como Fábio Coentrão. Palavras dum dirigente santista. Não conhece o Fábio para falar desta maneira.
Neymar é uma grande promessa mas ainda não provou nada. Teve participação importante na conquista da Taça Libertadores deste ano, mas ainda não é jogador para carregar com a equipa. Falta-lhe experiência e consistência futebolística. Receio mesmo que tanto Neymar como Ganso se demorarem muito a ser transferidos para a Europa nunca chegarão a um patamar de excelência.

A propósito da 1ª vitória oficial

O Benfica entrou com o pé direito na nova época ao invés da passada. Será bom sinal? Para os supersticiosos sim.
Sinceramente estava à espera de ver uma vitória apesar de todos os condicionalismos. 
Artur, Garay, Emerson e Enzo Pérez estavam a estrear-se oficialmente, Luisão apresentava-se com dois treinos apesar de ter estado em competição na selecção brasileira, Garay e Emerson estavam a fazer a segunda partida apenas com a camisola encarnada, Rúben Amorim não competia há seis meses e Maxi estava no banco após uma longa viagem aérea.
Não foi um jogo de encher o olho, também era difícil face ao que foi dito atrás, mas ainda assim teve alguns bons momentos de futebol e a tendência só pode ser para melhorar. Há uma semana para treinar os mecanismos defensivos para Istambul onde nos espera um jogo de sacrifício face ao entusiasmo e garra que os turcos certamente irão apresentar na tentativa de dar a volta e vencer a eliminatória. 
Se a equipa conseguir ser coesa, certamente Jesus apresentará no onze Witsel ou até Matic para não correr grandes riscos, concerteza marcará algum golo em contra-ataque ou em lance de bola parada.
Foi dado o primeiro passo para a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Obra-prima de Gaitán

Os turcos são duros de roer mas o Benfica acabou por conseguir um resultado importante, sobretudo por não ter sofrido golos, com vista à 2ª mão na Turquia.
Segundo jogo consecutivo, este já a sério, em que o Benfica não sofre golos, facto importantíssimo numa competição em que os golos fora podem valer a dobrar.
Depois duma 1ª parte em que o Benfica não conseguiu marcar, apesar de ter sido nitidamente superior, na 2ª tudo se alterou.
Enzo Pérez tocado e cansado deu o lugar a Nolito, originando a troca de Gaitán para a direita. Esta modificação foi determinate na vitória pois Nolito marca o 1º golo a passe de Aimar e depois Gaitán faz uma obra-prima a passe de Witsel que entretanto entrara para o lugar do maestro Pablo Aimar já desgastado.
Em certos momentos pareceu-me ver Rui Costa em campo na silhueta do belga Witsel.
A defesa esteve bem e não foi apenas por não ter sofrido golos. Apesar das limitações físicas e de entrosamento entre os defesas, deram sempre confiança a quem estava a assistir à partida, incluindo o guardião Artur, sempre muito seguro.
Daqui a uma semana em Istambul se o Benfica marcar um golo dificilmente perderá a eliminatória.
Não foi uma exibição de encher o olho mas gostei tendo em conta que estamos no início da época.

Benfica-Trabzonspor em directo

Começa hoje a participação do Benfica na Liga dos Campeões. Jogo importantíssimo para as aspirações do clube quer desportivas, quer financeiras.
Quem não puder estar presente, veja aqui.

Incidências da partida:
Benfica: Artur, Rúben Amorim, Luisão, Garay, Emerson, Javi Garcia, Aimar, Enzo Pérez, Gaitán, Saviola e Cardozo.
Ao intervalo: 0-0
Apesar de já ter tido algumas boas ocasiões o Benfica não conseguiu marcar na 1ª parte.

As mentiras do costume

Um certo jornal desportivo, que mente todos os dias sobre o Benfica, o que dirá depois destas declarações de Jesus?
«Carlos Martins está lesionado por isso não é opção para esta eliminatória da Liga dos Campeões!»
Pois é, a mentira tem perna curta. Depois de ter sido noticiado que Martins não entrava nas contas e estaria à procura de clube, ao menos podiam ter-se retratado, mas nem uma palavra.

Por falar em corrupção

A propósito do adversário do Benfica de hoje ser da Turquia.

Sejam decentes: -devolvam as taças!
«O Benfica vai disputar o acesso ao «play-off» da Liga dos Campeões com um clube envolvido no escândalo de resultados viciados. Nada de novo. Há trinta anos que o Benfica disputa o Campeonato português com um clube envolvido em escândalos de resultados viciados. Na Turquia, as principais equipas da I Divisão estão envolvidos em escândalos de resultados viciados. Em Portugal só uma equipa da I Divisão está envolvida em escândalos de resultados viciados.

Na Turquia, os dirigentes de uma das principais equipas da I Divisão, chocados com o facto de se verem envolvidos em escândalos de resultados viciados, resolveram devolver à federação a Taça da Turquia conquistada sob suspeitas. Eu diria: um gesto decente. Em Portugal são poucos os dirigentes de clubes capazes de gestos decentes. Mesmo muito poucos. Se fossem decentes, os dirigentes do único clube português da I Divisão envolvido em escândalos de resultados viciados devolveriam a Taça do Campeonato ganho à custa dos favores do árbitro Carlos Calheiros que passou férias no Brasil à conta do único clube português que oferece viagens a árbitros. Se tivessem um pingo de decência, os dirigentes do único clube português da I Divisão envolvido em escândalos de resultados viciados devolveriam as taças dos Campeonatos ganhos à custa das arbitragens vergonhosas de Rosa Santos, Martins dos Santos, Soares Dias (pai), Donato Ramos e Raúl Ribeiro que chegou a vislumbrar um «penalty« sobre Futre, em Coimbra, aí a uns bons cinco metros fora da grande-área. Mas isso era de fossem decentes, coisa que não são, pelos vistos.

Se fossem decentes, os dirigentes do único clube português da I Divisão envolvido em escândalos de resultados viciados devolveriam as Supertaças ganhas graças às arbitragens de José Pratas e Pedro Proença, por exemplo, e as taças correspondentes aos Campeonatos ganhos graças às obras de arte de Soares Dias (filho), Pedro Proença (outra vez), Olegário Benquerença, Elmano Santos, Vasco Santos, Hugo Miguel e outros senhores que estão sempre prontos a agradar àquele que os quer ver de cócoras. E, já agora, devolveriam a taça da Liga Europa que meteu uma mariscada valente oferecida a um árbitro sabujo e o mais que se está para saber...

Pois... Mas há gente que nem por dinheiro é capaz de um gesto decente...»
(Afonso de Melo, in O Benfica)

Não tinha condições para continuar

Jorge Jesus acabou de confirmar na conferência de antevisão ao Benfica-Trabzonspor que Roberto vai sair para rodar noutro lado, apesar de reconhecer que ele é um bom guarda-redes.
Eu penso exactamente da mesma forma. Roberto não é o frangueiro que muitos dizem ser, mesmo benfiquistas.
Até hoje, que me lembre, não vi uma campanha tão bem orquestrada para deitar abaixo um jogador. Não fosse a sua forte personalidade e teria sido destruído. É claro que foi mal batido nalguns golos e não era perfeito nas saídas às bolas altas, mas daí até ser o que disseram dele vai uma grande distância.
Depois dessa campanha miserável contra o jogador e o homem, por uma questão de estabilidade da equipa o Benfica foi ao mercado contratar novos guarda-redes.
Com a chegada de Eduardo já se previa que Roberto ia sair, faltava porém a confirmação dada agora por Jesus.
Que me lembre ninguém chamou frango ao golo que Helton sofreu contra o Benfica para a Taça no Dragão em que a bola tocada por Coentrão lhe passou por entre as pernas. Aí foi azar! E quem fala de Helton fala doutros, como Rui Patrício, etc.

Os desejos dum portista

Abaixo um pequeno excerto dum artigo de opinião dum adepto azul.
«Entre muitos outros aspetos a considerar, o jogo de amanhã entre o Benfica e o Trabzonspor, de acesso ao playoff da Liga dos Campeões, vai dar um sinal do estado de espírito da equipa portuguesa face a este início de época. Se o Benfica mostrar ânimo e soluções de adaptação aos imperativos e exigências do próprio jogo, poderá então embalar para uma aventura vitoriosa, numa época em que não se lhe admite qualquer fracasso. Se se apresentar temeroso e der sinais de insegurança – o que se viu com frequência nos jogos de preparação – é provável que a época fique desde logo ameaçada e a Liga ainda mais aberta ao FCPorto e até ao Sporting.» (Jorge Barbosa, in Record)
Ora bem, o que leva um adepto azul a escrever num jornal desportivo um artigo destes? Não devia preocupar-se antes com o seu clube que até mudou de treinador e corre o risco de perder Falcao? Mas não, a sua preocupação é o Benfica e silenciosamente torcerá para que se apresente temeroso e der sinais de insegurança para que o seu Porto e até o Sporting fiquem com via aberta para o título.
Não é natural que o Benfica tivesse apresentado sinais de insegurança nos jogos de preparação se jogou sem um único defesa titular em todos excepto no último em que por sinal foi o único em que não sofreu nenhum golo.
Mais, o que é que o Sporting e o FC Porto já mostraram para garantir que estão melhores que o Benfica?

A grandeza do Benfica

O presidente do Peñarol visitou as instalações do Benfica na companhia de L.F.Vieira e não se cansou de elogiar o clube em vários aspectos tendo até dito que os responsáveis pelas finanças e pelo marketing do seu clube virão a Portugal para tentar aplicar as ideias do Benfica.
Todos sabemos que o mesmo esteve no Porto com a sua equipa a participar na apresentação do FC Porto  aos sócios e nada consta sobre igual visita e elogios ao clube nortenho.
Porque será?

PSG desistiu de Luisão, acho eu

Foi anunciada a contratação pelo PSG dum central internacional sérvio de nome Bisevac que actuava no Valenciennes, também de França.
Seja pelo alto valor a pagar para levar o jogador, seja por outro motivo, o que é certo é que o mais provável é que o PSG tenha desistido da tentativa de contratar o capitão do Benfica.
A ser verdade, os benfiquistas agradecem.
Ah, já agora, por falar de Luisão, desta vez ficou de fora da convocatória de Mano Menezes para o particular com a Alemanha. Compreende-se perfeitamente uma vez que já tem 30 anos e não tem sido titular. Para o seu lugar foi convocado o vascaíno Dedé (22 anos) que foi (é?) desejado pelo Benfica.

E o Reco a dar-lhe

«Luisão faz ruir estratégia da SAD»
Eles querem ter razão à força toda!
É verdade que Luisão podia e devia ter ficado calado, mas resolveu falar e agora vai ter de se explicar.
Veremos como acaba a história. Para mim acabará da forma habitual!

Os roubos que saíram caros

«Já não restam quaisquer dúvidas sobre dois negócios que se saldaram em erros estratégicos e empresariais por parte do capataz das Antas – Alex Sandro e Danilo, ambos do Santos. No primeiro caso o interesse do Benfica foi pura ficção para enganar papalvo (e aqui quem assumiu esse papel foi o sempre infalível ), e no segundo o Benfica entrou no leilão e esticou a corda até o capataz se chegar à frente e engolir o isco, assumindo a SAD a que preside uma vitória de Pirro. Este receio pela sombra omipresente do Benfica tem destas coisas e, a esta hora o Santos, os empresários e os comissionistas, devem estar a comemorar efusivamente com champanhe um negócio que estavam longe de imaginar a forma simples como conseguiram ludibriar o capataz

O texto acima é da autoria do Anti-Benfica.COM e trago-o para aqui porque corresponde ao que penso e ainda não tinha expressado aqui.
Quando aqui falei sobre o Danilo, um jogador que me agradava, fui atacado por alguns portistas que me lêem, que me perguntavam se afinal o Benfica estava interessado nele ou não, face às declarações de Rui Costa poucos dias antes da contratação negando interesse em qualquer um dos jogadores.
Independentemente da qualidade dos jogadores, ambos internacionais sub-20, não valem o dinheiro que foi pago por eles.
A contratação de Witsel ao pé destas foi de graça!

Não se compreende, aliás compreende-se

A nossa imprensa desportiva não se cansa de enfatizar que o Benfica tem jogadores a mais, que treinava com trinta e tal, etc.
Afinal de contas o Porto apresentou hoje 26 e ainda faltam 8, portanto dá 34 no total.
E ninguém diz nada sobre falta de planeamento, nada. Tudo normal!
Vão mas é p'ro .......

Fiquem descansados

Afinal o Ricardo Costa não interessa ao Benfica.
Assim já não há perigo de vermos esse cepo com a camisola gloriosa, nem correr o risco de ter mais um bufo na Luz.
Que alívio!

Os 5 donos da bola

Eles nunca pisaram um campo de futebol como jogadores de 1ª divisão, mas ditam as regras do mundo do futebol.
São eles? Juan Figer, Pini Zahavi, Kia Joorabchian, Gustavo Arribas e Jorge Mendes, que comandam o futebol usando clubes fantasmas, paraísos fiscais e clubes barriga de aluguer.
Como actuam? Eles descobrem o jogador, viabilizam a operação financeira, criam atalhos para o clube ter menos despesas, arranjam investidores e formam fundos de investimento.

O uruguaio Juan Figger é uma figura discreta, não gosta de dar entrevistas, que actua sobretudo no Brasil desde 1968.
Países em que actua: Brasil, Espanha, Portugal, Turquia e Uruguai.
Clubes barriga de aluguer: Central Español e Rentistas, ambos do Uruguai.

O israelita Pini Zahavi comanda uma teia de empresas localizadas em paraísos fiscais, nomeadamente nas Ilhas Virgens Britânicas e em Gibraltar. Foi o homem que ajudou o russo Abramovic na compra do Chelsea. Mantém base em Telaviv e já teve problemas com a justiça brasileira por práticas condenadas pela FIFA e pela Justiça.
Países em que actua: Argentina, Brasil, Grécia, Inglaterra, Polónia, Portugal e Rússia.
Off-shores: GSA, GSI, Gol International Ltd., Haz Footbal Worldwide Limited e Rio Footbal Services Ltd (Gibraltar), Rio Footbal Services Holland Bv (Holanda).
Parceiro no Brasil: Wagner Ribeiro, empresário de Neymar.

O anglo-iraniano Kia Joorabchian tem como braço direito o brasileiro Giuliano Bertolucci e entrou no futebol com a empresa MSI que estabeleceu uma parceria com o Corinthians de São Paulo onde colocou os argentinos Tevez e Mascherano posteriormente colocados em Inglaterra através do West Ham, posteriormente vendidos a outros clubes.
Países onde actua: Brasil, Geórgia, Inglaterra, Portugal e Rússia.
Off-shores: Jazzy Limited (Gibraltar), MSI (Inglaterra), American Capitol, Just Sport Ltd. Devetia Ltd (Ilhas Virgens Britânicas).

O argentino Gustavo Arribas, o menos conhecido dos cinco, é o dono da empresa HAZ Football Worldwide Ltda. e está muito ligado ao Boca Juniors e ao Palmeiras.
Países onde actua: Argentina, Brasil, Inglaterra e Portugal.
Clube "barriga de aluguer": Deportivo Maldonado (Uruguai).

O português Jorge Mendes foi jogador em clubes da 3ª divisão e começou a escalada no mundo dos negócios desportivos em 1996 ao criar a empresa Gestifute. É aquele que tem intermediado os maiores negócios do futebol e representa 75 jogadores.
Parceiro no Brasil: Carlos Leite.
Países onde actua: Brasil, Espanha, Inglaterra, Portugal e Rússia.

São estes os donos da bola mundial!

(Fontes: Placar, Wikipédia e outras)

Naming da Luz

A ser verdade é uma grande notícia, a de que o Estádio do Benfica vai mudar de nome em breve a troco de 5 milhões de euros anuais.
Em Portugal o único estádio que usa naming é o municipal de Braga que tem o nome duma seguradora (AXA).
Há bastante tempo que se fala nesta possibilidade por isso não constitui surpresa. 
Resta saber quais são as duas empresas candidatas a dar o nome à Luz.

Melhores campeonatos do mundo

Postagem de Giovani Mattiollo


De acordo com a Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS), o Brasileirão é o terceiro campeonato mais competitivo do mundo, apenas atrás do Campeonato Espanhol, que segue em primeiro desde o ano passado, e o Campeonato Argentino, que pulou de 7º para 2º.

Em 4º, aparece o Campeonato Inglês, seguido pelo campeonato Italino e o Português. Paraguai em 7º, Colômbia em 8º, Chile em 9º, e França em 10º, fecham o grupo dos dez primeiros.

O ranking é válido somente até a primeira metade de 2011, então como a maioria dos campeonatos europeus estão parados, acabam perdendo posição.

Esse Ranking IFFHS é um tanto quanto...louco. Imagine o campeonato argentino como o segundo melhor do mundo. O Brasileirão até é bem equilibrado e forte, mas não tanto quanto o Inglês e o Italiano. Podemos nos confundir em 'Melhor campeonato' ou 'Campeonato mais competitivo'. Se o ranking fosse por competitividade, sem dúvida Brasileirão e Argentino ficariam na frente.

Grande notícia!

Finalmente Luisão na primeira pessoa. Estou aí no domingo!
Sendo assim, estão desfeitas as dúvidas em relação à presença do capitão na 1ª mão da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.
Sem dúvida uma boa notícia.
Resta saber se é para ficar de vez ou se ainda poderá haver alguma surpresa até 31 de Agosto. Oxalá que não!

Dificilmente teremos Maxi na 4ª

Ou muito me engano ou dificilmente teremos Maxi Pereira na 4ª feira.
Joga domingo a final da Copa América na Argentina e duvido que os uruguaios viagem logo de regresso a casa, apesar de serem países vizinhos. 
Mesmo que tal aconteça, ele já disse que está ansioso para ver os filhos gémeos que nasceram há uma semana.
Na melhor das hipóteses chegaria a Lisboa em cima do jogo e após uma viagem longa de mais de 10 horas e com diferença de fuso horário de 4 horas a mais.
Mas, pode ser que sim. Torço para que isso aconteça!

Já que desmentiram ...

O Benfica desmentiu, através de comunicado, o jornal Record no que se refere às presumíveis aquisições de dois jogadores. Pena que não tenham referido no mesmo que a notícia sobre Luisão também não corresponde à verdade. Assim ficamos na dúvida.
Sobre a notícia em si, pode estar com o telemóvel desligado única e simplesmente para não ser incomodado pela imprensa que deve andar ansiosamente atrás dele pois sabem que os benfiquistas consideram o jogador importante para a equipa.
Há ainda outra notícia sobre Leonardo no mesmo jornal que pode levar a que esta novela acabe de vez.
Volte ou não, o que é certo é que Luisão poderia já ter voltado a Portugal, como fez o Garay, a não ser que o Benfica lhe tenha dado instruções para ficar a gozar mais uns dias de férias.

Hugo Almeida, parece-vos bem?

Fala-se numa eventual proposta do Benfica para a aquisição do internacional português Hugo Almeida com o objectivo de ser alternativa a Óscar Cardozo.
Tendo em conta as limitações que o Benfica enfrenta para poder inscrever todos os estrangeiros que tem no plantel, acho que Hugo Almeida por ser português pode ser a solução, apesar de pessoalmente não morrer de amores por ele como jogador.
É alto e é um jogador possante do ponto de vista físico, embora não seja tecnicamente perfeito.
Se se confirmar a eventual aquisição teremos o jovem Nélson Oliveira com poucas chances de jogar o que será mau, embora reconheça que não tem ainda a experiência necessária para substituir o internacional paraguaio.

Paraguai e Uruguai na final da Copa América

Postagem de Giovani Mattiollo

Paraguai e Uruguai são os finalistas da Copa América 2011. Ambos eliminaram as seleções favoritas da competição. O Paraguai se classificou nos pênaltis contra o Brasil, como o Uruguai diante da Argentina.
O engraçado, é que o Paraguai chega a final sem nenhuma vitória. Se classificou como o melhor terceiro colocado com três empates, e venceu Brasil e Venezuela na sequência, também nos pênaltis.

Sem dúvida a decisão será um confronto muito equilibrado. Forlán e Suárez pelo lado Uruguaio contra um bom goleiro Villar, do Paraguai.

E ai, em quem você aposta?

É importante a continuidade de Luisão

Depois do jogo de ontem que marcou a estreia de Garay deixando boas indicações, seria muito importante que Luisão ficasse.
O actual capitão é uma referência e a voz de comando da defesa que será bastante diferente da da época anterior.
Garay ao lado dele acrescenta qualidade e segurança coisa que não existia desde a saída de David Luiz. A prova disso é que praticamente desde a sua saída que o Benfica vinha sofrendo golos em todos os jogos, até ontem.
Provavelmente não será o titular, mas gostei do estreante Emerson que fez uma boa exibição mesmo sem conhecer os colegas e jogando os 90 minutos.
Com a continuidade de Luisão teremos seguramente um sector defensivo mais forte este ano mesmo tendo perdido Fábio Coentrão, pois o seu natural substituto, o espanhol Capdevilla também sobe bastante e tem muita experiência e categoria, ou não fosse o titular da selecção espanhola.
Não fora a questão do número mínimo exigido para jogadores portugueses e da formação do Benfica, diria que preferiria que saísse o Roderick para rodar, ficando Fábio Faria no plantel.
Jardel, apesar de não ser mau jogador, ainda está um pouco imaturo para o Benfica pois antes de chegar ao clube apenas jogou uns meses (pelo Olhanense) na 1ª Liga. Seria bom que saísse para rodar num clube português e se contratasse mais um central de qualidade, o que parece estar a ser tratado, falando-se de vários nomes como Mangala, Coates e outros.

Algumas conclusões depois da apresentação

O Benfica apresentou-se aos sócios na Luz, no último jogo antes do primeiro a sério já no dia 27.
Pelo que vimos ontem já deu para tirar algumas conclusões, embora ainda continuem algumas dúvidas.
César Peixoto, Shaffer e Fernandez estão definitivamente fora do plantel sem surpresas.
Roberto, Júlio César e Rodrigo Mora apesar de terem sido apresentados vão certamente sair para rodar.
André Almeida voltou a jogar mas também vai rodar noutro clube.
Carlos Martins, apesar de não ter sido inscrito para esta eliminatória, devido a lesão, entra nas contas, a menos que apareça um boa proposta até 31 de Agosto.
Fábio Faria, Roderick e Jardel vão depender da eventual chegada de algum novo central e da questão da limitação de inscrições.
Nuno Coelho e Rúben Pinto, também vão ter de esperar até 31 de Agosto para saberem ao certo os seus destinos.
Carole e Rodrigo Moreno, ambos no Mundial de sub-20, também estão em dúvida, assim como Urreta apesar das boas exibições nesta pré-época.
A meu ver, certos no plantel estão, Artur, Eduardo, Mika, Maxi Pereira, Garay, Miguel Vítor, Capdevilla, Emerson, Rúben Amorim, Javi Garcia, Matic, Witsel, Enzo Pérez, David Simão, Bruno César, Gaitán, Nolito, Nélson Oliveira e Jara, enquanto Luisão, Carlos Martins, Aimar, Saviola e Cardozo poderão estar dependentes de eventuais propostas até ao fecho das inscrições.

Vitória escassa na apresentação

O Benfica venceu merecidamente embora por magro 1-0 (golo de Jardel) o Toulouse de França no jogo de apresentação aos sócios.
Neste momento não sabemos quem serão os titulares em certas posições o que é bom sinal. Sinal de que temos muitos jogadores de qualidade.
Ainda não dá para tirar ilações nesse aspecto através do onze inicial. Como vem sendo habitual, uma parte num sistema, outra noutro sem uma referência no ataque e com dois médios mais defensivos.
Quanto aos novos que se estrearam hoje, Emerson foi para mim uma agradável surpresa e jogou os 90 minutos, Garay jogou 45 minutos e cumpriu defensivamente tendo cabeceado ao poste na sequência dum livre e Eduardo não precisou de fazer nenhuma defesa, tendo porém saído muito bem no lance mais perigoso do adversário.
Quanto aos reforços já conhecidos, Artur, teve apenas uma falha ao defender para a frente um remate, Matic continua a melhorar de jogo para jogo. Será não só alternativa a Javi, como também para jogar com ele nalguns jogos em que seja preciso defender mais.
Nolito e Urreta que entraram no onze inicial, demonstraram muita rapidez e espírito de luta, já Bruno César esteve abaixo do que é capaz.
Nos que entraram no segundo tempo, Witsel sem ter dado muito nas vistas cumpriu na cobertura defensiva, Enzo Pérez mostrou alguns bons apontamentos, enquanto Mora teve pouco tempo para mostrar serviço, embora o suficiente para tentar um chapéu ao guardião adversário.
No que respeita aos antigos, Aimar não esteve muito inspirado, Cardozo esteve apagado, Saviola esteve mexido e a mostrar que pode voltar a ser aquele que maravilhou os benfiquistas na sua primeira época no clube, Jara ao seu nível habitual, muito lutador embora às vezes trapalhão, Gaitán não deslumbrou nem desiludiu.

Chuva de estrelas na Luz

Daqui a cerca de meia hora vão entrar as novas contratações em acção no palco da Luz.
Se muitos benfiquistas já viram a maioria deles actuar com a camisola encarnada, ainda não os viram na Luz. Mas, pelo menos 4 ainda não foram vistos envergando a camisola gloriosa. São eles Eduardo, Garay, Emerson e Capdevilla.
Além dos novos craques, será também a estreia da nova águia Vitória.
Quem não puder assistir ao vivo, veja aqui e aqui!

Já ocorreu a apresentação dos jogadores.
Surpresas? As ausências de Capdevilla, de Luisão, de Maxi Pereira, ambos por motivos conhecidos e de César Peixoto.
Foram apresentados:
1- Artur
3- Emerson
5- Rúben Amorim
6- Javi Garcia
7- Cardozo
8- Bruno César
9- Nolito
10- Aimar
11- Jara
12- Roberto
13- Júlio César
16- Nuno Coelho
17- Carlos Martins
18- Wass
20- Gaitán
21- Matic
22- Mora
23- Urreta
24- Garay
26- David Simão
27- Miguel Vítor
28- Witsel
30- Saviola
33- Jardel
35- Enzo Pérez
37- Rúben Pinto
40- Fábio Faria
47- Eduardo
Como sabemos o número 4 é de Luisão, o 14 de Maxi Pereira, o 15 de Roderick, o 25 de César Peixoto e que em princípio mudará de dono.

Falta saber quais serão os números de Capdevilla, Rodrigo, Nélson Oliveira e Mika.

Afinal o NOJO mentiu!

Dizia ontem aquele pasquim que o Porto tinha feito o que o Benfica não fez, ou seja contactar primeiro o clube (Santos) e que isso tinha feito toda a diferença, inclusivé tinha contratado o Danilo por menos que a (suposta) última oferta do Benfica, no valor de 13 milhões de euros.
Já outro jornal dizia que o Porto tinha acordo com o Grupo DIS.
Pelo que se sabe agora parece que o segundo é que tinha razão, senão não tinha cabimento vir o Santos dizer que o jogador não sai antes do Mundial de clubes.
Depois de ler tudo o que foi escrito sobre este assunto e para encerrá-lo de vez, concluo que o Porto não fechou acordo nenhum com o Santos apenas ofereceu os 13 milhões e o Santos não teve capacidade financeira para igualar a oferta ou não quis fazê-lo, mas como é detentor dos direitos desportivos do jogador não o liberta no imediato.
Ao que parece nem o Danilo assinou ainda o contrato. Será que temos outro caso Kléber?

Não dá para entender

Danilo é a maior novela deste defeso.
O jovem internacional sub-20 do Santos é pretendido pelo Benfica já há algum tempo.
Nos últimos dias, fala-se que o FC Porto também quer o jogador.
Claro que o que sabemos é o que lemos nos jornais, mas algumas coisas não dão para entender.
O Benfica teria oferecido 10 milhões de euros ao Santos, após uma primeira oferta de 6 milhões. 
Como é sabido, o passe do jogador está dividido em três partes, sendo 37,5% do Santos, 37,5% do Grupo DIS e 25% do América de Minas, embora o Santos detenha a totalidade dos direitos desportivos e tenha a possibilidade de cobrir qualquer oferta e ficar com o jogador definitivamente.
As notícias são desencontradas. Enquanto para o JOGO o jogador já não escapa ao Porto, tecendo elogios à sua maior experiência negocial, etc, e dizendo que o facto de ter contactado primeiro o Santos, que inclusivé terá pago menos do que a última oferta do Benfica, o RECORD diz que o Benfica está a negociar com o Santos, enquanto o Porto tem acordo com o DIS e agora aguarda-se pela decisão do Santos que ainda pondera ficar com o jogador por causa da disputa do Mundial de clubes a realizar no final do ano.
Sinceramente não me soa muito bem a história contada pelo JOGO. Será que o Santos se disporia a perder dois ou três milhões apenas porque o Benfica não os contactou em primeiro lugar? Duvido. Se o jogador for mesmo para o Porto haverá outras razões que a razão desconhece!

Adenda:
Afinal o jogador acabou por ir para o Porto mas pelos 13 milhões, não menos como era noticiado no JOGO como se fosse uma vitória. E, de acordo com o comentário dum Benfiquista, neste post, tal só aconteceu porque o Santos queria ficar com o jogador até ao final do ano e o Benfica queria-o já. Verdade?
Conheço relativamente bem o jogador, gostava de o ver no Benfica, mas não vale esse dinheiro todo e neste momento dificilmente teria lugar no onze.

Decisões importantes nos próximos dias

Tendo que entregar a lista dos 25 jogadores à UEFA até às 23 horas do dia 21 (5ª feira), Jesus já tem pouco mais de dois dias para decidir quais os escolhidos.
A questão dos estrangeiros é a principal dor de cabeça.
Ao que parece, mesmo que Luisão seja vendido, jogará a pré-eliminatória da Liga dos Campeões. E compreende-se que seja assim sabendo-se da enorme influência que tem na equipa. A menos que o PSG colocasse em cima da mesa uma proposta de valor irrecusável até o dia 21.
Quanto aos reforços ainda por anunciar, Eduardo está garantido e será inscrito na UEFA juntamente com Artur.
Emerson, lateral esquerdo brasileiro parece que chega hoje e Capdevilla embora tenha acordo com o Benfica ainda não conseguiu desvincular-se do Villareal.
Quase certas são as cedências de Wass, Carole e Rodrigo Mora para rodar e a grande dúvida de Jesus chama-se Urreta pelo que mostrou nos últimos jogos.
A situação de Roberto também estará em vias de resolução com a cedência por empréstimo ao Saragoça.

Que Eduardo vamos ter?

Ao que parece a contratação de Eduardo é uma certeza apesar do Benfica ainda não o ter anunciado.
A pergunta que se coloca é esta: "Que Eduardo vamos ter", o do Braga e do Mundial da África do Sul, ou o do Génova?
Enquanto por cá a imprensa foi-se divertindo com alguns frangos do Roberto, não se cansando de achincalhar o guarda-redes espanhol, o mesmo não fizeram ao Eduardo enquanto este ia fazendo o mesmo em Itália.
Pessoalmente acho que não ganhamos nada com a troca, a não ser o facto de podermos inscrever mais um jogador de campo estrangeiro nas competições da UEFA e talvez proporcionar a Roberto mudar de ares para que a imprensa esqueça os seus erros e volte mais tarde regenerado.
Os benfiquistas dividem-se quanto a Roberto. Enquanto uns, nos quais me incluo e Jorge Jesus também, acham que Roberto vai crescer muito e mostrar que será um grande guarda-redes não apenas na altura, outros acham que nunca devia ter vindo e que nunca será guarda-redes para o Benfica.
Quanto ao Eduardo, oxalá seja feliz no Benfica pois será sinal de que ajudou o clube.

Rescaldo do Torneio do Guadiana

Este torneio serviu não só para dar continuidade ao trabalho de preparação com vista à nova época, mas também para Jesus testar vários esquemas e jogadores.
Sector defensivo à parte pelos motivos conhecidos, ninguém tem dúvidas da qualidade deste plantel, augurando uma equipa muito mais capaz do que a da última época. Não que ela não fosse boa, apenas não tinha as soluções que temos este ano e isso foi fatal devido às lesões e quebras de rendimento dos habituais titulares.
E talvez ainda venham mais soluções não só a nível defensivo.
Falando dos principais reforços, deu para perceber neste torneio que Witsel é grande reforço, tendo jogado sem grandes alardes, mas também sem falhas, mesmo sem ter treinado em conjunto com os novos colegas. Que Artur é um guarda-redes frio e seguro que transmite confiança à equipa. Com outros colegas na sua frente mostrará ainda mais a sua qualidade. Que Enzo Pérez se começa a soltar, mostrando aqui e ali a sua excelente técnica e velocidade. Que Bruno César precisa ainda de um período de adaptação à velocidade do futebol europeu para poder mostrar o seu futebol e o seu potente remate, coisa que ainda não conseguiu nesta pré-época. Que Nolito demonstrou muita garra, velocidade e técnica. Que Matic progressivamente se vai mostrando um bom reforço, começando a calar alguns críticos e que depois de trabalhado tacticamente e melhor adaptado à equipa será muito importante, até pela sua altura, sendo mais um para as bolas paradas.

Zebras à solta na Copa América

Postagem de Giovani Mattiollo

Todos esperavam por classificações de Colômbia, Argentina, Brasil e Chile. Porém, nada disso aconteceu. Todas as 'zebras' venceram seus desafios e se classificaram para as semifinais.

QUARTAS DE FINAL
A Colômbia não repetiu o bom futebol da primeira fase e acabou surpreendida pela fraca seleção do Peru: 2 a 0.

No melhor jogo da Copa América até aqui, e um dos melhores do ano na minha opinião, Argentina e Uruguai fizeram uma partida digna de clássico. Chances de gol, expulsões e muita emoção. No fim, Tévez perdeu pênalti e a anfitriã Argentina foi eliminada pelo Uruguai.

O Brasil dominou por completo o Paraguai, durante os 120 minutos de jogo. Teve inúmeras chances, o goleiro Villar foi o nome da partida, mas a bola simplesmente teimou em não entrar. Na disputa de pênaltis, foi inacreditável. O Brasil perdeu 4 pênaltis, chutando 3 horrivelmente para fora e um no meio do gol. Patética cobranças de pênaltis.

SEMIFINAIS
Por fim, para alegria de Hugo Chávez no Twitter, a Venezuela bateu o Chile por 2 a 1, mesmo sofrendo grande pressão na etapa final. Pela primeira vez em sua história, a Venezuela chegou a uma semifinal de Copa América.

É isso ai. As semifinais acontecem nesta semana. Terça, Uruguai e Peru se enfrentam. Na Quarta, Paraguai e Venezuela fazem a outra semifinal.

Não vou me arriscar em dizer que Uruguai e Paraguai irão fazer a final.

Mais um Troféu do Guadiana

O Benfica conquistou o 5º Torneio do Guadiana, o 3º consecutivo, após o empate (2-2) com o Anderlecht da Bélgica.
Não há qualquer dúvida que com outra defesa o Benfica teria ganho face ao domínio exercido na 1ª parte. Quanto à 2ª não foi tão boa.
Desta vez, Jesus mudou o sistema de jogo na 1ª parte, ao contrário do jogo com o PSG em que o fez na 2ª. Curiosamente, ou talvez não, foi com Witsel em campo que o Benfica melhor se exibiu.
Matic vai subindo de jogo para jogo, não sei como alguns benfiquistas acham que não tem lugar no plantel sequer. Creio que já terão mudado de opinião depois deste jogo.
Enzo Pérez começou a soltar-se, teve algumas boas jogadas, mostrando o que pode valer no futuro. Saíu ao intervalo e o seu substituto Urreta também foi dos melhores, marcando inclusivé o 2º golo que deu o empate.
Saviola a subir também de produção, marcou um excelente golo e teve outras jogadas de perigo.
Fazendo de Jesus, na baliza teremos Artur, na defesa provavelmente Maxi, Luisão, Garay e ?, no meio campo, Javi Garcia, Witsel, Aimar, Enzo Pérez e Gaitán, na frente Cardozo. Ou então Saviola, saindo Aimar.
De fora ficam jogadores como Matic, Nolito, Bruno César, Saviola ou Aimar, Jara.

Uma espectadora especial

Larissa Riquelme já está no estádio de La Plata onde se realiza daqui a pouco mais de meia-hora o Brasil-Paraguai.
Ela não perde um jogo da sua selecção.

O novo empréstimo de Urreta

Muitos benfiquistas acham que Urreta devia ficar no plantel porque é rápido e faz os dois flancos. É verdade que essa polivalência poderia ser muito importante e todos vimos a falta que nos fez um jogador assim na época passada. Porém, face à fartura de soluções para os flancos que existem neste momento no plantel, julgo ser a melhor solução novo empréstimo a um clube (Génova) dum dos melhores campeonatos.
Urreta tem apenas 21 anos e neste momento ainda não seria titular por isso sou de opinião que novo empréstimo por um ano, sem opção de compra, é a melhor solução para ele. Ficar e não jogar seria mau para ele.
Acompanhei de perto a Taça Libertadores e vi que ele em muitos jogos não foi opção no Peñarol do Uruguai, finalista vencido da competição.
Não está em causa a sua qualidade, mas sim a falta de maturidade para conseguir manter a titularidade numa equipa de topo.

Garay pronto para o Benfica

Depois de ter assinado hoje pelo Benfica, o central argentino Garay despediu-se da Copa América.
Num jogo emocionante o Uruguai venceu nos penáltis por 5-4, depois de 1-1 durante os 120 minutos que o jogo teve.
Carlos Tevez do Manchester City foi o único a falhar um penálti.
Sendo assim, o Uruguai e o Perú que derrotou a Colômbia estão nas meias-finais.
Amanhã saberemos quem serão os outros dois semi-finalistas após os jogos Brasil-Paraguai e Chile-Venezuela.
Garay está pronto para o Benfica, enquanto Maxi Pereira segue para as meias-finais.
Amanhã saber-se-à se Luisão continua ou não em prova.

Temos craque no basquetebol

Não é americano, mas sim luso-caboverdiano e chama-se João Bétinho Gomes Correia. Por ter estado a jogar em Espanha muitos ainda não o conhecem.
Aqui vão dois vídeos. Um afundaço do outro mundo!

Atordoado

Acabei de ler que o Benfica contratou duma assentada os laterais-esquerdos Capdevilla (internacional espanhol), Emerson (brasileiro) e o guarda-redes Eduardo (internacional português).
Será mesmo verdade?
Refeito da notícia, começo a pensar que Capdevilla apesar dos seus 33 anos ainda é o titular da selecção espanhola e há poucos dias foi associado ao Barcelona, que Emerson apesar de não o conhecer é capaz de ser um bom lateral ou não fosse titular do Lille, campeão de França e que Eduardo não faz falta ao Benfica mas se vier de borla não se diz que não.
Com o plantel que o Benfica tem, Jesus não tem desculpas para falhar.
Será um grande teste para Jorge Jesus fazer uma equipa de alto nível e gerir o balneário para não haver insatifeitos.

Vitória moralizadora

Depois dum empate e duma derrota na Suíça, nada melhor que uma vitória para sossegar as hostes benfiquistas.
Todos sabemos, mas alguns parece desconhecerem, que o Benfica está a jogar com uma defesa improvisada e com muitos jogadores novos em todos os sectores.
A dificuldade de Jesus estará na escolha das melhores soluções no meio campo e no ataque tanta é a fartura. Boas dores de cabeça para o treinador.
Jesus deu 45 minutos a Witsel e sem mostrar muito, o que seria difícil, deu para perceber que temos jogador, pelos pés e pela estampa atlética.
Artur fez os 90 minutos, talvez porque Jesus queria ganhar o jogo e não quis arriscar. Talvez Roberto jogue a titular no domingo, digo eu.
A defesa manteve-se intacta durante todo o jogo, numa tentativa de ganhar mais entrosamento para jogar, caso seja necessário na 1ª mão da pré-eliminatória da Liga dos Campeões.
No meio campo e no ataque, tirando Aimar, Gaitán e Cardozo, todos os outros não têm lugar garantido no onze.
Vamos aguardar pelo jogo de domingo para ver se a equipa continua a crescer.

Os turcos do Trabzonspor

Realizou-se ontem o sorteio da 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões, tendo calhado em sorte ao Benfica os turcos do Trabzonspor, 2º classificado do campeonato da época passada com os mesmos pontos do campeão Fenerbahçe.
De acordo com as declarações de Hugo Almeida, avançado português do Besiktas, esta equipa está perfeitamente ao alcance do Benfica, mas antes temos de prová-lo em campo.
Porém, não me parece que seja tão fácil assim. Julgo mesmo que vai ser uma eliminatória bastante disputada, com a 1ª mão já no próximo dia 26 (3ª feira).
Todos sabemos da dificuldade do Benfica em apresentar uma defesa próxima da que será a titular devido à Copa América e à venda de Fábio Coentrão. Por isso, seria interessante a eliminação dos argentinos hoje  frente ao Uruguai para podermos ter Garay na Luz logo no início da semana. Casos os argentinos sigam em frente, será Maxi a ficar disponível mais cedo.

Aposta de risco

Sem querer pôr em causa a competência de Carlos Lisboa, o que é certo é que não tem muitos anos de carreira como técnico por isso julgo ser uma aposta de risco.
Pelo que li, vai manter o cargo de director-geral das modalidades, embora não me pareça que as duas funções sejam compatíveis.
Corre-se um risco desnecessário de perder uma referência do clube. A menos que esteja previsto que deixando eventualmente o cargo de treinador volte a tempo inteiro para a função de director-geral.
Espero estar enganado e que acabe por ser campeão até porque a equipa está a apetrechar-se para isso ao renovar com os principais jogadores e tendo feito já duas grandes contratações, faltando mais algumas, nomeadamente um poste estrangeiro de categoria acima da média.

Eduardo e Roberto, qual o melhor?

Desde ontem que se fala numa possível aquisição de Eduardo, actual titular da selecção portuguesa, que estará na porta de saída do Génova de Itália.
Contratado há um ano ao Braga, Eduardo alternou o bom com o mau na baliza do clube italiano.
Deu alguns frangos como se diz na gíria futebolística, ao ponto do presidente do seu clube ter afirmado ainda recentemente que tinham de contar com 4/5 frangos de Eduardo durante a época.
Por cá, o mesmo aconteceu com o espanhol Roberto na baliza do Benfica.
Jorge Jesus dizia há dias que o Roberto é um jovem com pouco tempo de baliza e que tem grande futuro e que as pessoas ainda veriam essa evolução do espanhol.
Penso que eles se equiparam actualmente, mas se eu fosse treinador, pondo de lado a questão da nacionalidade, eu preferia ficar com o Roberto.
Quando um clube pequeno/médio italiano pensa desfazer-se dum jogador que custou 4,5 milhões e é o titular duma selecção como a portuguesa, algo está mal.
Eu não trocaria, a menos que Roberto fosse vendido por valor igual, ou próximo, ao que custou.

Finalmente ganhámos uma ...

Ao FC Porto!
Para a imprensa desportiva notícia costuma ser quando o Porto desvia um jogador que é, ou supostamente é, alvo do Benfica. E digo supostamente porque nem tudo o que parece é, como penso ter sido o caso de Alex Sandro. Pode efectivamente ter havido uma sondagem, mas daí até estar mesmo interessado ou ter feito qualquer proposta vai alguma distância.
Agora finalmente um jornal vem dizer que o Benfica ganha Danilo. Só não diz que ganha ao Porto. Limita-se a dizer que os portistas também estavam na corrida. Já é alguma coisa.
Também teriam de dizer que o Benfica ganhou Witsel e outros ao Porto, mas isso nunca é notícia. Não é que tenha qualquer interesse, mas seria uma igualdade de tratamento. Infelizmente o Benfica é que vende por isso há que falar, bem ou mal, mas falar.

É bom saber

Rui Costa afirmou aos jornalistas, aquando da apresentação de Witsel, que o Benfica não está com problemas para a colocação de jogadores. É bom saber pois este ano teremos muitos para colocar.
Quem não se lembra do sufoco das últimas épocas para conseguir colocar jogadores excedentários em clubes interessantes.
Certo que havia Balboa & companhia que ganhavam muito bem o que dificultou a colocação.
Na realidade basta ver que Jorge Ribeiro que na última época esteve em Guimarães poderá seguir para o Blackburn Rovers de Inglaterra, que Airton está no Flamengo, Kardec no Santos, Melgarejo no Paços de Ferreira e por aí fora.

Eu também quero muita coisa

Diz-se num desportivo de hoje que o novo director desportivo do PSG quer Luisão e que para o efeito vai apresentar uma proposta ao Benfica.
Não sei se é verdade ou não, mas o que sei é que Luisão tem contrato até 2013 e uma cláusula de rescisão de 20 milhões.
Sendo assim, se o PSG "bater" a cláusula e ele quiser nada há a fazer. Se o clube francês quiser negociar, atendendo a que o capitão benfiquista tem 30 anos, julgo que se derem 10 milhões não se pensa mais nisso. Centrais há muitos!

Grande contratação

Rui Costa disse-o na apresentação e eu concordo, Axel Witsel é uma contratação de peso.
Apesar de muito jovem (22 anos) Witsel já leva várias épocas a titular do Standard de Liège e também é titular da selecção belga.
Ao contrário doutros reforços que o Benfica adquiriu, este já conhece e está habituado ao futebol europeu.
Jorge Jesus, sem mencionar nomes, certamente estava a referir-se a ele quando disse que “Não digo que seja o plantel mais forte, mas é aquele em que tenho mais opções, principalmente do meio campo para a frente, e caso se confirme o que estamos a pensar para o equilibrar ainda mais”.
Parece que finalmente Jesus vai adoptar um sistema de jogo que priveligie uma maior segurança no meio campo, Witsel e Matic deverão ser esses jogadores.
Falta agora adquirir pelo menos um lateral esquerdo para ser titular.
Estou convencido que com as opções que o Benfica tem, vejamos grandes espectáculos de futebol ofensivo principalmente na Luz.

Rui Costa desmente interesse em Alex Sandro

Na apresentação de Axel Witsel, Rui Costa foi confrontado com uma pergunta sobre Alex Sandro. Ironicamente respondeu que nunca esteve na órbita do Benfica e quem o fez lá sabe porque o fez, numa indirecta ao pseudo-desvio para o Porto.
Quem sabe como funciona a nossa comunicação social não tem dúvidas que é um cenário perfeitamente viável. Aliás, basta pensar um pouco, se o Benfica tem um jovem de 20 anos internacional sub-20 que nos custou menos de 500 mil euros e está convocado também para o Mundial da categoria, porque carga de água haveriamos de querer um lateral da mesma idade, que não é titular no seu actual clube e que ainda por cima custa um balúrdio?

Maxi ou Garay

Muito se tem falado das ausências de Maxi Pereira, Luisão e Garay devido à participação dos mesmos na Copa América.
Dos três, apenas Maxi tem sido utilizado na selecção do Uruguai, enquanto Luisão (Brasil) e Garay  (Argentina) ainda não fizeram a sua estreia na prova.
Face aos resultados das respectivas selecções, Argentina no Grupo A e Uruguai no Grupo C, terminaram a fase de Grupos no 2º lugar, pelo que se enfrentarão nos quartos-de-final já neste sábado.
Quanto ao Brasil de Luisão, se vencer hoje o Equador pode terminar a fase de Grupos em 1º ou em 2º, dependendo do resultado entre a Venezuela (actual 1º do Grupo) e o Paraguai.
Terminando em 1º, o Brasil jogará no domingo contra o 2º melhor 3º classificado. Se ficar em 2º, jogará contra o Chile que ficou em 1º no Grupo C.
As meias-finais realizam-se em 19 e 20 de Julho (3ª e 4ª feira), o jogo de apuramento do 3º e 4º lugar será no sábado (23) e a final no domingo (24).

O Porto resolveu um problema ao Benfica

Andavam muitos benfiquistas descontentes com a possível vinda do lateral esquerdo brasileiro Alex Sandro, suplente de Léo, para o Benfica, apenas uma promessa quando já temos Carole, que também irá estar presente no Mundial de sub-20.
Pois o Porto acaba de resolver esse problema contratando o jogador.
Veremos quem fica a ganhar e duvido que o valor seja 9,5 milhões como vem noticiado na imprensa desportiva de hoje. Não acredito que o Porto pague isso por uma promessa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ARQUIVO DO BLOG

Prémio Relíquia da Internet

Prémio Relíquia da Internet

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Adaptado por Blogger Benfiquista

Blog do Manuel © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO