Época 2015/16

Época 2015/16

Caceteiros fora da Taça!

E o árbitro era amigo porque se não fosse iam mais para a rua.
Pouco antes do final da partida mostraram o número de faltas, 7 para o Sp. Braga e 24 para o FCP.
Amarelos foram 7 e 1 vermelho para os azuis.
E lá se foi o cabaço da invencibilidade.
O resultado final foi Sp. Braga 2-1 FCP.

Não estou a gostar!

Queria deixar aqui expresso que não estou a gostar nada de muitos dos comentários que vêm sendo deixados em alguns dos meus posts.
Alguns perguntarão porque não os apago? Simplesmente porque neste Blog não existe o hábito de censurar comentários que não me insultem ou não gozem com o Benfica.
A época das eleições já passou e goste-se ou não, Luís Filipe Vieira e os outros dirigentes foram eleitos democraticamente. Por isso não faz sentido passar a vida a criticar por tudo e por nada o presidente.
É verdade que cometeu inúmeros erros em muitas situações da vida do clube nos anos anteriores, mas vamos esperar para criticar apenas quando errar novamente e não pelo passado. Outro mito que tem de acabar é que o homem já disse que não é sócio do Porto. Se ainda é, alguém lhe paga as quotas só para poderem afirmar que é.
Temos de nos unir e não dividir.
Posto isto, informo os leitores/comentadores que doravante deixarei de publicar também comentários que insultem ou gozem com a direcção do clube, além de linguagem de baixo calão. 
E já agora aproveito para responder a um comentário que não publiquei (o autor sabe a quem me dirijo) a propósito do vídeo "FC Porto: Corruption Footbal Portuguese". Sim, o Benfica já foi beneficiado algumas vezes, mas apenas para compensar e atirar areia para os olhos dos distraídos, porque nos jogos decisivos nunca foi beneficiado em prejuízo dos azuis. Essa a diferença!
Contam-se pelos dedos duma mão as vezes que o Benfica foi beneficiado com influência directa no resultado do jogo.

Óptimo jogador e humilde

Sobre o jogador já aqui falei num post bem recente.
Hoje falo do homem chamado Nemanja Matic que numa entrevista ao jornal do Benfica mostra o seu carácter e a sua humildade.
Um pequeno excerto abaixo, com sublinhados meus.

Matic: “Toda a estrutura do Clube ajudou-me a crescer”

O camisola n.º 21 do Sport Lisboa e Benfica chegou em 2011/12 e tem vindo a conquistar o seu espaço no plantel. Em entrevista ao Jornal “O Benfica”, o futebolista sérvio, de 24 anos, destacou o papel importante de toda a estrutura do Clube para o seu crescimento enquanto atleta.

“As minhas expectativas eram enormes, mas não esperava encontrar nada parecido com aquilo que encontrei. É verdade que sabia que o Benfica era um grande Clube, mas não pensava que era assim tão grande, por isso, foi uma pequena surpresa, uma surpresa, obviamente, positiva”, enalteceu.

O sérvio tem sido uma das agradáveis surpresas de 2012/13 e revelou o segredo para tal: “Considero que evoluí bastante com o treinador, Jorge Jesus, e também com os restantes companheiros de equipa. Todas as pessoas da estrutura do Clube me ajudaram a crescer como futebolista e só posso agradecer a todos por isso.”

Para essa evolução muito ajudou Jorge Jesus, como mencionado acima, mas também o médio espanhol Javi García, agora no Manchester City. “O Javi García é um grande jogador mas, para mim, mais importante do que isso é que é uma excelente pessoa e só lhe posso agradecer por ter acreditado em mim. Estou muito feliz por ter tido o seu apoio”, reconheceu.

Vender, ou não?

Muito se fala no interesse de vários clubes em Nolito, também do Anzhi em Gaitán, etc.
O mercado abre daqui a cerca de um mês.
Seria uma boa opção vender Nolito e eventualmente Gaitán?
Gosto da garra e do futebol de Nolito, assim como sou fã de Gaitán, quando quer jogar.
Apesar de pouco utilizados julgo que não será boa opção vendê-los agora em Janeiro, até porque neste momento estão desvalorizados. E mais, para além de Salvio e Ola John não temos melhores soluções uma vez que Enzo Pérez agora joga noutra posição e Bruno César não é  um ala.

Matic, já é jogador de top

Muita, mas mesmo muita gente, inclusivé benfiquistas, duvidavam da capacidade de Matic em ser um jogador importante no Benfica.
Também duvidavam que pudesse ser um trinco de qualidade. E afinal deu!
Quem está feliz com a evolução do jogador é o holandês Frank Arnesen que o descobriu na Eslováquia e o contratou para o Chelsea.
Li um excelente post sobre o sérvio e não resisti a transcrevê-lo por saber que muitos não o terão lido.
Desde o primeiro momento que o potencial se adivinhava. A Matic faltava sobretudo aprender e evoluir, no que é possível evoluir desde que bem orientado. O posicionamento e importância do trinco no modelo de Jesus é bastante peculiar. Nada de extraordinariamente difícil, ainda que exigente em termos de concentração e reactividade. 

Hoje, que Matic conhece a posição e é um jogador bem mais reactivo quer na ocupação do espaço, quer na forma como sai ao portador da bola, é justo que se fale num "upgrade" relativamente ao passado. Se defensivamente dificilmente o sérvio conseguirá atingir o nível de Javi Garcia (falhando, contudo, apenas por pormenores como a imponência e controlo da sua zona de acção), é já possível, pelo deve e haver, considerar que Matic acrescenta mais ao SL Benfica que Garcia. A sua qualidade de passe é tremenda e acrescenta um nível que a transição ofensiva encarnada nunca conheceu com Javi. Num segundo já recuperou e serviu o extremo para mais uma saída rápida com espaço e tempo para contra atacar. O seu passe rasga corredores e sectores. Transforma demasiadas vezes situações contra dez adversários, em situações contra somente quatro atrás da linha da bola.

Uma surpresa, pois, pela competência defensiva que adquiriu. Contudo, o potencial sempre esteve todo lá. Naquilo que não se pode melhorar de sobremaneira já o sérvio demonstrava ser competente (qualidade técnica). Em tudo o mais, feliz por ser mais um a encontrar um treinador capaz de o integrar num modelo de jogo bem definido que potenciou as suas capacidades para um nível elevadíssimo. 

É o jogador mais importante do actual Benfica. Porque, não apenas porque não há concorrência, mas muito pela qualidade que mostra a cada jogo.

Atlético-Benfica B ao vivo (online)

Assista online ao Atlético-Benfica B, a contar para a 15ª jornada da Liga de Honra, que se disputa no Estádio da Tapadinha, em Lisboa.

FC Porto: Corruption in Portuguese Footbal

Sem comentários!
O meu obrigado ao leitor que deixou o link.

Às 15 horas duma 4ª feira porquê?

A equipa B do Benfica e o Atlético disputam amanhã (4ª feira) pelas 15 horas o jogo correspondente à 15ª jornada da Liga de Honra.
A que propósito? Só compreendo este horário se o Estádio da Tapadinha não tiver iluminação suficiente para disputar um jogo de futebol nocturno.
Já que falo da "B" registo com agrado o facto de André Gomes ter sido convocado. Devia tê-lo sido também para o jogo de 5ª feira passada no Estádio da Luz frente ao Sp. da Covilhã visto que não tinha jogado na 3ª frente ao Celtic.
Ao invés o João Cancelo e o Leandro Pimenta não constam do lote de convocados. Lesões ou castigos?
Uma curiosidade, já repararam que apesar do líder Sporting B jogar frente ao Feirense e o Belenenses (2º) frente à Oliveirense (6º), o único jogo televisionado é o Atlético-Benfica B. E não é pela Benfica TV!
É pena o site do Benfica dar pouca informação sobre as equipas B de todas as modalidades, assim como das femininas!

Os empresários, sempre eles

Houve um tempo de Pedro Aldave, empresário de Cardozo, agora é o Ovídio Colluci empresário de Artur que vem falar de renovação e de aumento!

O elogio a Garay

O central Ezequiel Garay tem sido um dos esteios da defesa do Benfica e a principal referência, especialmente durante os dois meses em que Luisão esteve castigado.

«Em 17 jogos oficiais realizados esta temporada, o Benfica sofreu apenas 11 golos, sendo que no campeonato nacional a baliza das águias já não é violada há 446 minutos. Uma marca muito interessante de uma equipa, que ao contrário de anos anteriores, se tem destacado mais pela coesão defensiva que apresenta do que pelo poder ofensivo com que subjuga os adversários.

Aliás, fazendo uma ronda pelos principais campeonatos europeus e pelos respetivos líderes percebe-se facilmente que as águias são uma das defesas menos batidas, embora também sejam o conjunto que tem menos jogos disputados na principal prova interna. O Barcelona leva 15 golos sofridos, o Manchester United 18 e o PSG 10, isto só para citar alguns exemplos. O registo dos lisboetas ganha ainda mais importância se tivermos em linha de conta que o comandante do sector mais recuado, Luisão, esteve afastado das opções de Jesus durante dois meses devido a castigo disciplinar.

Na ausência do capitão, a defesa foi liderada por Ezequiel Garay, um dos jogadores que está a realizar uma temporada ao mais alto nível, dando de resto continuidade à boa forma que já tinha patenteado na época passada. O argentino conseguiu relançar por completo a carreira na Luz e está a confirmar todo o seu potencial, sendo, nesta altura, um dos centrais mais fiáveis do futebol europeu. Só mesmo o Real Madrid, em mais uma medida desastrosa, conseguiu deixar sair um jogador, que nesta altura seria titular de caras no emblema da capital do pais vizinho, podendo assim Sergio Ramos jogar na direita no lugar de Arbeloa.

Ezequiel Garay é um daqueles centrais como há poucos atualmente no Velho Continente: é fortíssimo no posicionamento defensivo, muito difícil de bater no jogo aéreo, sagaz nos duelos individuais e muito assertivo nas decisões que toma. Sabe jogar feio quando é necessário, limpando o perigo por completo mas tem, igualmente, uma classe superior na hora de sair a jogar com a bola controlada. Aliás, Garay possui uma grande qualidade técnica de passe, a curta e, principalmente a longa distância. Não são raras as vezes que o argentino corta um lance de perigo e, de imediato, inicia o processo ofensivo da equipa colocando a bola jogável nos companheiros.

Em suma, um defesa completo, que é titular absoluto na seleção argentina e que poderá a breve trecho representar um grande encaixe financeiro para o Benfica, porque não acredito que os grandes europeus estejam desatentos. Certo é que o internacional alviceleste vai continuar a evoluir ainda mais e com isso ganha o Benfica, até porque agora Jesus já tem a sua dupla predileta de volta.»
(Miguel Belo, Record)

Até acaba por ser bom

O facto de não disputar este fim de semana o jogo dos oitavos-de-final da Taça de Portugal, ao invés de ser prejudicial, acaba por ser bom para o Benfica.
Se é um facto que terá de encaixar mais um jogo num calendário apertado, por outro lado permite dar algum descanso aos jogadores que sofrem de pequenas mazelas e preparar o jogo com o Barcelona com mais cuidado.
Como o adversário da Taça será o Caldas, o Coimbrões ou o Desp. das Aves (a 12 de Dezembro se saberá qual), não obrigará a apresentar o melhor onze, logo esse jogo não irá sobrecarregar os mais utilizados.
Mas, se teremos bastantes dias para preparar o jogo com o Barcelona, o mesmo já não se poderá dizer do jogo com o Sporting, em Alvalade. Ainda assim, o facto de ser na 2ª feira permite mais 24 horas de recuperação.
Apesar do mau momento do Sporting, ninguém conte com facilidades porque será o jogo do ano, a exemplo da época passada. Resta saber quem será o nomeado para nos tramar! Na época passada foi o Arturinho.

Olivedesportos: fim de ciclo ou refundação?

Durante anos, a empresa foi o abono de família da maior parte dos clubes da primeira divisão, para não dizer de todos. Com um projeto arrojado ao nível do desporto rei e com a aposta no, possivelmente, melhor conjunto de canais de desporto da Europa, investia primeiro, para colher depois em publicidade, venda de jogos para outros países e o pagamento mensal para poder ver as partidas. E se pensarmos bem, com a quantidade de campeonatos e número de jogos a que se podia aceder com uma simples mensalidade, o binómio preço/qualidade era claramente vantajoso.
Já para os clubes, com fracas receitas de bilheteira, na altura pouca organização em relação ao mundo televisivo e impostos por pagar, a tábua de salvação, para se manterem à tona, e um lucro inesperado e imediato, para fazer face as despesas correntes, eram extremamente apetecíveis. Claro que haveria sempre o outro lado da moeda: a possível valorização do próprio clube no futuro; os longos prazos dos contratos, sem aumentos conforme a mesma valorização e a sujeição à ditadura da transmissão televisiva, que destruiu as tardes de futebol, eram inconvenientes rapidamente esquecidos perante a cor do dinheiro vivo.
Assim, a empresa cresceu até onde está hoje. Rádios, canais desportivos, jornais de referência e extensas participações em várias áreas da comunicação social. Tudo isto com o olhar benevolente da autoridade da concorrência, principalmente no que concerne às transmissões de futebol. Senão veja-se, por exemplo, a "coincidência" que levou o ministro Relvas a considerar, depois de décadas, que o pobre não terá direito a, pelo menos, um jogo da primeira divisão em sinal aberto. Num país claramente embebido nessa tradição. E isso meses depois de um famoso almoço num restaurante lisboeta e à, face à crise, falta de oferta de algum canal para pagar por esse jogo.
A partir daqui começa, no entanto, a ver-se a crise e a emancipação de alguns clubes. A parte da comunicação social, com perda de audiências, quebra de vendas e recuo na captação de publicidade, leva à procura de venda. Segundo dizem a investidores angolanos. A Sport TV, essa, continua forte.
Depois, o final de contrato entre Benfica e Olivedesportos. Que terá o seu impacto. Serão só 15 jogos. Mas será sempre diferente. Sendo o clube com mais audiências, faltará ver o impacto nas contas da empresa. E se outros não seguirão o exemplo. Depois, cláusula claramente desajustada e única no mundo empresarial, em que se sujeita o preço a pagar a um clube que no panorama televisivo desportivo não tem sequer comparação com o do Benfica, soa mais a negócio ruinoso do que a estratégia adequada.
Tudo isto, somado, dará uma Olivedesportos mais forte? Ou o fim de um domínio declarado e incontestado no panorama do futebol português? Ou iremos assistir a uma refundação da mesma, apostando só no futebol e tentando mudar a estratégia de preços e oferta ao público, por exemplo, do Benfica, que seguirá o clube para o canal que lhes transmitir o jogo do seu clube em casa? Tudo está em aberto, mas tudo está também diferente. O que parecia inquebrável vai abrindo brechas e dando o flanco mais vezes do que o costume.
Do outro lado, mais uma vez pioneiro, poderá o Benfica tornar-se no grito de Ipiranga deste colete de forças, que a escassez de dinheiro dos clubes os leva a não tentar sequer procurar alternativas? Convenhamos que o mercado não será dos mais fortes. Que o país é pequeno. Que somente meia dúzia de clubes poderiam capitalizar a exploração própria dos seus direitos. Fica, no entanto, a primeira pedra. Para a Olivedesportos, será um fim de ciclo ou uma refundação?

O texto acima foi retirado do site Relvado. É mais uma achega para o tema Benfica/Direitos Televisivos/Olivedesportos.
Respondendo às perguntas do texto, para mim será uma Olivedesportos mais fraca e um fim do domínio declarado no panorama do futebol português. Pode não ser um fim de ciclo, mas terá obrigatoriamente de mudar algo para que isso não aconteça!

Benfica abre escola de formação em Matosinhos

Esta é uma óptima notícia. 
Abrir uma escola de futebol, seja onde for, é sempre uma óptima notícia, mais ainda quando a mesma acontece nos arredores do local onde se insere o maior rival.
Isto só vem provar aquilo que todos sabemos, mas que os azuis teimam em aceitar.
Vejam o grito dos "putos" no final do vídeo.

É assim que se embala para os títulos

Não admira que os portistas, desde os jogadores aos adeptos, estejam super confiantes em relação à conquista de mais um título.
Todos sabemos que as vitórias dão confiança, e se quando as coisas estão difíceis ainda surge a ajudinha do costume, mais confiança se ganha.
Época após época é sempre assim. Quando a equipa precisa lá surge o empurrãozinho dos homens do apito. Ao invés, o Benfica quando precisa normalmente é empurrado para trás e com isso vem a descrença, a falta de confiança, etc.
Vejamos, enquanto na época passada Pedro Proença marca um penálti por bola no braço de Emerson, braço que estava praticamente colado ao corpo, ontem Xistra, deixou passar um penálti descaradíssimo em que o Alex Sandro está com o braço esquerdo totalmente no ar quando a bola lhe bate e desvia para canto. Alguém tem dúvidas que se fosse o Benfica o mesmo árbitro marcaria penálti? Eu não tenho, basta ver o que aconteceu em Coimbra esta época!
Se por um acaso não é marcado algum penálti contra o Benfica, ainda que duvidoso, o xororó dos adversários dura uma semana. Ao invés, se for contra os azuis eles calam-se.
Todos conhecemos este filme, infelizmente.
Eles investem tudo para manter este status-quo por isso não há dinheiro para manter as modalidades!

É sempre a mesma treta!

E ainda falam dos penáltis do Benfica!
Este mesmo artista em Coimbra marcou dois ao Benfica por muito menos.

E não é que Jesus tinha razão

A pontinha de sorte apareceu nos minutos finais!

A amizade já não é o que era?

Consta que adeptos dos bracarenses e dos azuis andaram à pedrada antes do Sp. Braga-FC Porto que começa daqui a pouco!

O Conceição precisa de óculos

Com que então o penálti que deu o 1º golo do Benfica é duvidoso sr. Conceição?
E então os do clube onde o sr. jogou? Que eu saiba nunca classificou de duvidoso um penálti dos azuis, nem como treinador do Olhanense, nem no seu tempo de jogador deles.
Como dizem os brasileiros, "vai tomar no c#"!

Soube a pouco

O Benfica venceu o Olhanense por 2-0, golos de Cardozo e Luisão, mas soube a pouco pois podiam ter sido no mínimo 5.
Valeu a vitória e a liderança isolada, pelo menos até amanhã.
Com tempo invernoso, chuva e frio, ainda assim o relvado da Luz esteve em óptimas condições.
Jesus surpreendeu ao colocar C. Martins e Rodrigo de início, em detrimento de Enzo e Lima, talvez para poupá-los do esforço do jogo de 3ª feira frente ao Celtic.
Não foi um jogo bonito, muitos passes errados, mas praticamente só existiu Benfica em campo.
E mais um jogo sem sofrer golos!

Benfica-Olhanense ao vivo (online)

Assista online ao Benfica-Olhanense a contar para a 10ª jornada do campeonato 2012/13, a realizar no estádio da Luz, em Lisboa.

Link1, Link2, Link3, Link4

Onze inicial do Benfica:
Artur; Maxi Pereira, Luisão, Garay e Melgarejo; Matic, Carlos Martins, Salvio e Ola John; Rodrigo e Cardozo.
Suplentes:
Paulo Lopes, Jardel, André Almeida, Enzo Pérez, Bruno César, Gaitán e Lima.

Surpresas, ou talvez não, as inclusões de Carlos Martins e Rodrigo a titulares, em detrimento de Enzo e Lima. Consequências do jogo de 3ª feira ou mera rodagem?
Equipamento alternativo porquê?

Cardozo, de penálti (falta sobre Maxi), faz o 1º para o Benfica, aos 25 minutos.
Ao intervalo:1-0
Saem Carlos Martins e Rodrigo e entram Enzo e Lima, aos 67 minutos.
Luisão, de cabeça na sequência dum canto marcado por Enzo Pérez, faz o 2º para o Benfica, aos 72 minutos.
Resultado final: 2-0

Benfica vence em Barcelos

Como se esperava foi um jogo difícil, porque além de se ter apresentado desfalcado (Andrade, Gentry e Franklin) é o alvo a abater na Liga de basquetebol, ainda assim a vitória sorriu ao Benfica por 73-75.
Betinho foi o MVP (25,5 de valoração) e marcou 21 pontos.
Os outros pontuadores foram, Diogo Carreira (13), Élvis Évora (11), Seth Doliboa (9), Cláudio Fonseca (7), Miguel Minhava (6), Heshimu Evans (5), Tomás Barroso (2) e Lace Dunn (1).

Campeonato de volta para continuar a ganhar

O Benfica volta a jogar hoje para o campeonato (10ª jornada) depois de mais uma paragem para um treino das selecções de todos os países (um absurdo algumas datas FIFA) e duma eliminatória da Taça de Portugal.
O adversário é o Olhanense e é para ganhar, mas nada de facilitismos porque é uma equipa talhada para jogar em contra-ataque e tem um técnico desejoso de nos roubar pontos para agradar ao dono.
A grande onda de lesões já passou, apesar da indisponibilidade de Aimar e talvez de Matic.
Felizmente, e ao contrário doutras épocas, as trocas de jogadores este ano pouco têm afectado a equipa já que os substitutos têm dado boa conta de si.
Ganhando hoje, com vários golos seria óptimo, permite-nos esperar na liderança (e no sofá) pelo resultado do jogo de domingo em Braga.

A sorte dá muito trabalho ...

diz o Bitó das Peras.
Todos sabemos como é a sorte para aqueles lados.

E o Benfica devia criar uma em parceria com o Costa do Sol

A propósito da escola de futebol que os azuis criaram em parceria com o Ferroviário de Maputo - Moçambique, não acredito que o Benfica não esteja a movimentar-se para criar também uma num país que é maioritariamente benfiquista muito por influência de Eusébio, Coluna, Costa Pereira e companhia.
O clube ideal para estabelecer uma parceria é o Costa do Sol, ex-Benfica local, que actualmente é treinado por Diamantino Miranda.
Conheço bem Moçambique, Maputo e o Costa do Sol onde fui vice-presidente quando era ainda um jovem.
O Costa do Sol chamou-se Benfica de Lourenço Marques, depois Maputo, até 1976, altura em que teve de mudar de nome por imposição governamental. 
Escolhemos (eu participei activamente nesse processo) este nome porque a sede do clube se situava na zona de praia com o mesmo nome e as cores para camisola amarela e calção azul muito por influência da selecção brasileira.
(camisola que me foi oferecida em 2009, e trazida por um amigo que visitou Maputo)

Os primeiros títulos nacionais do Costa do Sol chegaram quando eu era dirigente do clube e por isso acompanhei a equipa em várias deslocações a países estrangeiros, casos de Zâmbia, Madagáscar, Zaire (actual Rep. Democrática do Congo) e Lesotho.
O Costa do Sol e o Ferroviário de Maputo são os clubes com mais títulos no Moçambique independente.
Mas, voltando à escola de futebol, seria um sucesso.

E as dos outros?

Troika aprova contas da Luz

As contas da Benfica SAD passaram no exame que a troika fez aos três grandes do futebol português, assim como a outras empresas portuguesas que beneficiaram de empréstimos bancários. 
Pena não haver notícias sobre as contas dos outros dois!

Notícia completa aqui.

Arrancada a ferros!

O Benfica B venceu o Sp. da Covilhã por 2-1, golos de Miguel Rosa.
Vitória justíssima mas que só surgiu nos descontos.
A jogar contra 10 desde o final da 1ª parte, os jovens benfiquistas não tiveram paciência para aproveitar esse facto e apesar de terem passado todo o jogo em cima do adversário e com todos os avançados disponíveis em campo poucas oportunidades de golo conseguiu. E quase no final da partida, ainda antes do 2º do Benfica, o Sp. Covilhã quase chegava ao golo, negado por Bruno Varela.
Uma palavra para o palhaço do apito de nome Bruno Paixão. Inventou um livre indirecto na área do Benfica por ter considerado atraso um toque de bola recolhida por Bruno Varela. Na sequência do livre, um covilhanense choca com Fábio Cardoso e o palhaço marcou panálti que foi defendido por Varela para a frente e na recarga foi golo.
Que falta fazem a esta equipa os Andrés (Almeida e Gomes) e hoje também o Luciano Teixeira, obrigando a colocar um central (Ascues) a trinco.

Benfica B-Sp. Covilhã ao vivo (online)

Assista online ao Benfica B-Sp. Covilhã a contar para a 14ª jornada da Liga de Honra.


Por imposição da UEFA não podem ser transmitidos jogos na TV enquanto decorrerem jogos das suas provas!
Resta-nos ouvir o relato na Benfica TV e quem quiser ver em diferido mais tarde (às 22,30 horas).

Onze inicial do Benfica:
Bruno Varela; João Cancelo, Fábio Cardoso, Sidnei e Carole; C. Ascues, Leandro Pimenta, Miguel Rosa e Luís Martins; Ivan Cavaleiro e Cláudio Correa.
Suplentes:
Mika, Victor Lindelof, João Teixeira, Raphael Guzzo, Deyverson Silva, João Mário e Cafú.

Miguel Rosa inaugura o marcador para o Benfica, aos 27 minutos.
O Sp. Covilhã empata na recarga de um penálti inventado por Bruno Paixão, aos 36 minutos. Antes havia marcado um livre indirecto caricato ao considerar atraso dum defesa a Bruno Varela.
Já irrita a facilidade com que os árbitros marcam penáltis inexistentes ou duvidosos na Luz!
Vermelho directo para Dani Matos do Covilhã, o autor do golo do empate, por entrada assassina sobre Luís Martins.
Ao intervalo: 1-1
Miguel Rosa bisa e faz o 2-1 para o Benfica, aos 90+3 minutos. Merecidíssimo!
Resultado final: 2-1

Coitado!

O jornal Record tem muitos cronistas semanais, a maioria sportinguistas como um tal Carlos Barbosa da Cruz, que me fez rir com a prosa abaixo.

As imagens correram mundo. O cantor Rod Stewart, de 67 anos, adepto vitalício do Celtic, foi surpreendido a chorar de emoção, aquando da inesperada vitória do clube do seu coração, sobre o Barcelona, em jogo para a champions.

Há clubes que se notabilizam, porque ganham muitas vezes; outros, porque não ganhando tantas vezes, se singularizam no panorama desportivo, por possuírem predicados que os restantes não têm.

Na Europa, permito-me distinguir três. O Athletic Bilbao, o Celtic e o Sporting.

O Athletic, pela fidelidade inquebrantável ao País Basco, de que é lídimo emblema, e por nunca ter quebrado a tradição de apresentar na sua equipa de futebol profissional, apenas jogadores de origem basca; outras equipas com idêntica representatividade, como o Barcelona, ou o Benfica, (com a inclusão, unicamente, de jogadores portugueses), não conseguiram manter esse princípio.

Seria, porventura, desportiva e financeiramente muito mais compensador abdicar dessa regra; mas os princípios falaram mais alto.

Estou a escrever antes do jogo do Celtic com o Benfica e não sei qual o resultado; sei, de ciência certa, que os adeptos do Celtic vão dar mais um exemplo de dedicação, correcção e desportivismo, aplaudindo sempre a sua equipa, mesmo que perca, e até o adversário, se merecer ganhar.

Desde há muito que o Celtic deixou de ser apenas a equipa dos católicos de Glasgow, para se tornar uma referência em matéria de respeito aos valores da tolerância, da sã convivência e do espírito desportivo da sua, sempre vasta, corte de seguidores.

O Sporting Clube de Portugal, tem, em matéria de formação, um histórico que o eleva acima de qualquer outra equipa; dos seus alfobres saíram, dois jogadores, eleitos os melhores do mundo, muitos campeões nos países onde jogam, a maioria da selecção nacional. Que outra equipa pode reclamar semelhante estatuto?

É por isso que a Academia Sporting, como modelo comprovado de formação de talentos, tem uma projecção interna e internacional, que estruturas da concorrência não possuem, por muito que lhes custe.

Os sublinhados e negritos são meus!
Com uma saliência adicional. Figo podia ser "pesetero", Ronaldo pode ser vaidoso, mas no campo exibiram sempre aquilo que o Sporting lhes ensinou: empenhamento extremo, aprumo e desportivismo. O mesmo se diga do Patrício, do Cédric, do Adrien ou do Daniel Carriço. E dos outros que se lhes hão de seguir.

A lágrima marota, que rolou nas faces do velho ícone do rock, é o fruto da paixão que clubes, com este tipo de mística, sempre suscita; a mesma paixão que uniu, no ano passado, os adeptos do Sporting e do Athletic, na meia-final da Liga Europa, num inolvidável e quiçá irrepetível, espetáculo de entusiasmo genuíno e confraternização.

Hoje joga a "B", na Luz!

Não é normal, mas hoje (5ª feira) joga o Benfica B contra o Sp. da Covilhã para a Liga de Honra, no Estádio da Luz, a partir das 20 horas.
Já que falo da equipa B da qual pouco se sabe, mesmo visitando diariamente o site do Benfica, aqui fica um excerto duma reportagem que sairá no Jornal do Benfica amanhã.

Conheça os bastidores da equipa B no Jornal “O Benfica”

Fomos ver com os nossos próprios olhos como funciona o dia-a-dia do projecto mais ambicioso do Futebol do Sport Lisboa e Benfica. O quartel-general da equipa B funciona no Centro de Estágio do Seixal. Ao fim de três horas, saímos de lá a perceber melhor o que significa o habitual agradecimento ao Clube pelas condições proporcionadas aos jovens talentos.

Asseguradas as condições para receber os protagonistas, cerca de uma hora e meia antes do treino chegam os vários elementos da equipa técnica. Liderados pelo treinador, Luís Norton de Matos, os técnicos concentram-se numa reunião onde, tendo como base o planeamento criado no início da semana, são debatidas as especificidades de cada treino tais como jogadores chamados à equipa A ou jogadores que apresentem alguma mazela. “Confirmamos o plano de treino, os exercícios a fazer, tudo o que é necessário para servir o modelo de jogo que nós temos enraizado”, explica-nos o técnico.

É também nesta altura que se decidem os materiais a serem usados no treino. Está decidido o que se vai fazer nessa sessão de trabalho e é tempo da equipa se juntar para uma breve refeição. É mais um momento para o grupo estar reunido de forma descontraída, até porque falamos de família, como nos contou o jogador, Deyverson Costa: “O grupo é uma família, estamos sempre unidos. Onde um vai, vão todos.” E assim acontece em várias situações… Já quando questionado sobre as condições em que diariamente trabalha: “Nunca imaginei estar num Clube grande como o Benfica, mas graças a Deus estou aqui hoje. É trabalhar, demonstrar esse trabalho e agradecer a oportunidade.”

O próprio treinador assume: “Tudo isto representa um investimento na Formação, no bem-estar dos seus atletas, proporciona tudo para um atleta poder render, então o mínimo que se pede em contra-partida é trabalho e profissionalismo para que os resultados apareçam. E os resultados também são consequência de toda esta estrutura.”

E toda a preparação culmina no início do treino, à hora exacta: “Fazemos questão de cumprir religiosamente os horários, porque um dos princípios para se tentar o sucesso parte logo da disciplina e a disciplina começa com os horários. E por isso nós somos muito rigorosos e as coisas correm bem.”

Três horas de muitos preparativos e dedicação, tudo para que nada falte à equipa B do Benfica para atingir os seus principais objectivos: formar jogadores para servir a Equipa A e conseguir os melhores resultados possíveis jornada após jornada.“Nós temos a possibilidade, a sorte e a felicidade de estarmos num Clube que nos proporciona todas as condições de trabalho, enfim, não falta nada.”

Empate com mãozinha dos manos Martins

O Benfica não conseguiu vencer em Braga porque no momento em que suou a buzina para o final do jogo um jogador do ABC "sacou" um livre de 7 metros. Obviamente os manos Martins de Leiria não podiam deixar escapar a oportunidade!

P.S.
Escrevi este post depois de ter visto o jogo com algumas paragens de imagem e sem som, mas pelos vistos não me enganei.
E como é possível uma equipa defender de forma agressiva de modo a provocar 24 falhas técnicas a uma equipa como o Benfica e teve menos jogadores excluídos?
Críticas à arbitragem
Jorge Rito, treinador do Benfica, não gostou dos juízes nos 2 últimos minutos:“Tiago sofreu falta, mas foi marcada ao contrário, o Álvaro foi agarrado e veio para a rua e depois um árbitro marcou contra nós um livre de 9 metros e o outro 7, com Dario a ver o vermelho.”

ABC-Benfica (andebol) ao vivo

Assista ao vivo ao ABC-Benfica em andebol, a contar para a 12ª jornada do campeonato nacional da modalidade.

Link

O Benfica perde ao intervalo por 14-11.
Os jogadores do ABC estão a jogar como se não houvesse amanhã!
Bom início de 2ª parte para o Benfica. Vence por 19-18 aos 16 minutos.
Continua a vencer, agora por 23-21.
Terminou empatado 23-23.

Infelizmente os vândalos continuam a prejudicar o Benfica

Apesar dos pedidos antes do jogo, um vândalo voltou a rebentar um petardo.
E agora, o que vai acontecer. Interdição do Estádio? Jogo à porta fechada? Multa pesada? 
Dia 13 de Dezembro saberemos!
Pode ser que a vaia monumental que se escutou após o rebentamento sirva de atenuante, até porque infelizmente não é fácil impedir a entrada desses engenhos, além de que a responsabilidade é da empresa que efectua a revista à entrada.

Estamos vivos!

O jogo de ontem com o Celtic mostrou que estamos vivos, não só com possibilidades, ainda que seja muito difícil, de seguir em frente na Liga dos Campeões, mas também com todas as condições para discutir todas as provas em que estamos inseridos, campeonato, taça de Portugal e taça da Liga.
Mesmo tendo perdido duas peças muito importantes sem a devida reposição, o Benfica tem mostrado ter um plantel capaz e, para surpresa de muitos, habituais suplentes têm substituído os titulares sem grandes quebras.
Paulo Lopes tem demonstrado estar à altura de substituir Artur sem nos deixar com o coração nas mãos.
André Almeida, a maior surpresa para mim, também tem substituído Maxi muito bem.
Jardel fez esquecer Luisão durante dois meses.
Luisinho tem substituído muito bem Melgarejo.
André Gomes, apesar da sua juventude (19 anos) e falta de experiência tem dado boa conta quando é chamado.
Ola John de repente passou de suplente a titular e calou aqueles (imprensa incluída) que já falavam de mais um flop.
Enzo Pérez, de quem muitos duvidavam da sua valia face ao que se passou na época passada e da necessidade de ficar no plantel depois da contratação de Salvio, vem substituindo muito bem o Witsel.
Espero que com a rodagem que tem sido feita no plantel devido a lesões e opções técnicas permita que a equipa continue viva até ao final da época, sem as habituais quebras de Fevereiro/Março.

Missão cumprida com vitória injustamente magra

O Benfica venceu como lhe competia e mantém-se vivo na Liga dos Campeões, dependendo apenas de si para seguir para os oitavos da prova.
A missão não é fácil porque o jogo que falta é com o Barcelona e fora, mas vamos acreditar.
Foi um bom jogo por parte do Benfica, apenas com a falha no golo do Celtic. Pena as inúmeras oportunidades não concretizadas, umas por falhanço, outras por defesas espectaculares do guarda-redes escocês e cortes para canto.
Todos estiveram bem, mas destaco Matic que fez um grande jogo mesmo não estando fisicamente nas melhores condições. Também tenho de destacar o jovem André Almeida que esteve impecável a defender e ainda se incorporou de vez em quando no ataque. Com a saída de Matic passou para trinco e continuou a cumprir, mostrando que teve uma enorme evolução em relação à época passada!

Benfica-Celtic ao vivo (online)

Assista online ao Benfica-Celtic a contar para a 5ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões da UEFA e que se realiza no Estádio da Luz, em Lisboa.

Link1, Link2, Link3

Onze inicial do Benfica:
Artur; André Almeida, Luisão, Garay e Melgarejo; matic, Enzo Pérez, Salvio e Ola John; Cardozo e Lima.
Suplentes:
Paulo Lopes, Maxi Pereira, Jardel, Bruno César, Gaitán, Nolito e Rodrigo.


Ola John faz o 1º do Benfica, aos 7 minutos.
E o Celtic sem ter feito nada para o merecer, 1º canto e 1º golo, Samaras empata aos 32 minutos!
Muitas oportunidades perdidas por parte do Benfica no 1º tempo.
Ao intervalo: 1-1
Garay faz o 2º do Benfica, aos 71 minutos.
Resultado final: 2-1

Bolinhas amestradas

Ele sabe do que fala!
“Quando vi que nos saiu o Sp. Braga, a primeira coisa que me veio à ideia foi que as bolinhas são amestradas. Elas sabem que gostamos de desafios difíceis e vêm todas ter connosco. Primeiro foi o Nacional, agora o Sp. Braga”.

Acabaram as bolas quentes

Ou é falta de sorte ou este ano as coisas mudaram nos sorteios da Taça de Portugal.
Um dos favoritos à conquista da prova vai ficar pelo caminho já nos oitavos-de-final que se realiza no primeiro fim de semana de Dezembro, excepto para o Benfica que terá de esperar que se resolva um imbróglio e depois que se realizem 2 jogos. Um entre o Operário ou Caldas com o Coimbrões e outro entre o vencedor deste jogo e o Desp. das Aves.
Eis os jogos dos oitavos:
Sp. Braga-FC Porto
Gil Vicente-Oliveirense
Benfica-(Aves/Coimbrões/Operário/Caldas)
Académica-Tourizense
Arouca-Beira-Mar
Lourinhanense-Paços de Ferreira
Marítimo-Vitória de Guimarães
Belenenses-Fabril

Ganhar ao Celtic e depois sonhar

Não resta outra alternativa ao Benfica na presente edição da Liga dos Campeões senão vencer hoje o Celtic e depois sonhar com uma vitória em Barcelona, ou então com a ajuda do Spartak de Moscovo em Glasgow para seguir em frente na competição.
Para o jogo desta noite Jorge Jesus tem à sua disposição quase todos os jogadores. Apenas não pode contar com Aimar, o único indisponível por lesão, e com Carlos Martins que não foi convocado por falta de ritmo.
Jesus já sabe com o que conta, um Celtic fechadinho e a explorar as bolas paradas devido à compleição física dos escoceses. Mas diz-se preparado para todos os sistemas que o adversário apresente. Oxalá!
E já agora um pedido a quem for ao Estádio mais logo, deixem os petardos e os lasers em casa!

E se for verdade?

Há dias um adepto portista deixou-me um comentário sobre o alegado interesse, ou acordo de cavalheiros consumado, do Benfica a um jogador dos azuis.
Soube-se hoje que esse jogador é Miguel Lopes, lateral, que já pertenceu ao Benfica nos escalões de formação.
E se for verdade, qual a opinião dos leitores deste Blog?
Eu acho que é um jogador razoável e que a custo zero pode interessar, se bem que tenhamos na forja um muito melhor, João Cancelo de seu nome.
E sobre a questão da verdade desportiva levantada pelo mesmo leitor/comentador?
Pois bem, era desejável que estes casos não acontecessem, mas que moral tem o clube do leitor e do jogador para ficar melindrado com o eventual aliciamento do mesmo?
Não tem, basta recordar os casos de Rui Águas, de Dito, de Cristian Rodriguez, além dos constantes desvios de jogadores já com acordos com o Benfica, não falando na ainda recente tentativa de aliciamento a Maxi Pereira.

Que boa notícia!

Segundo a imprensa (falta a confirmação do clube), todos os jogadores do Benfica estão recuperados, à excepção de Aimar (nem tudo pode ser bom), das suas lesões, podendo assim dar o seu contributo à equipa amanhã frente ao Celtic.
Parece milagre depois de tantas lesões nos últimos tempos.
Não me lembro de tantas lesões e contratempos com saídas de jogadores em cima do fecho do mercado, com castigos longos (Luisão) num início de época, mas felizmente sem grandes prejuízos a nível desportivo.
Pelo que se viu até agora, a criação da equipa B foi uma óptima decisão, pois permitiu rodar alguns jogadores da equipa principal e serviu de viveiro para colmatar lacunas provenientes dos contratempos referidos acima.

O hóquei em patins feminino do Benfica

O Benfica criou esta época uma equipa feminina sénior de hóquei em patins e venceu logo a primeira prova oficial em que participou, o Torneio de Abertura da Associação de Patinagem de Lisboa.
Claro que as melhores equipas nacionais femininas não são de Lisboa, por isso não é um feito muito relevante, mas é um bom começo e talvez esta equipa consiga discutir o título nacional que sairá duma poule final a 8, os 4 primeiros classificados das zonas norte e sul do país.
O actual campeã nacional é o HC Turquel que deu 3 jogadoras à selecção.
Curiosamente eu soube da vitória neste Torneio pela atleta do Benfica Marta Vieira (na foto) que participou no campeonato mundial da categoria em Recife, no Brasil, com quem conversei após o jogo com a Colômbia.
Para quem não sabe, a Martinha veio do Vila Boa do Bispo, de Marco de Canavezes, tendo sido a 2ª melhor marcadora do campeonato da época passada.

Rescaldo do Mundial de hóquei/2012- femininos

Terminou ontem em Recife o campeonato mundial de hóquei em patins - femininos com a vitória da França.
Portugal foi a única equipa que venceu as francesas, embora tenha sido nas grandes penalidades, após empate (1-1) nos 40 minutos de jogo mais o prolongamento.
Para quem acompanha os jogos da categoria não foi uma grande surpresa visto que no último mundial realizado em Espanha em 2010 foram à final e perderam com a Argentina.
A Argentina que foi uma desilusão neste mundial perdendo com o Chile na fase de grupos e depois com Portugal nos quartos-de-final. Segundo me informaram, a equipa que se apresentou neste mundial não é a mesma que esteve em Espanha há dois anos devido a questões internas.
A Espanha era a favorita e venceu todos os jogos até à final onde até esteve a ganhar por 2-0, permitindo depois a virada da França. Confesso que gostei mais do jogo apresentado pelas francesas, mais técnico e espectacular do que o das espanholas que tinham uma enorme claque de apoio nas bancadas.
As nossas compatriotas mostraram ser das melhores tecnicamente com o senão da falta de experiência face à idade da grande maioria e serem fisicamente das mais frágeis.
Abaixo os nomes das nossas jogadoras, de verde na foto:
1 – Alice Vicente
2 – Rita Lopes
3 – Marlene Sousa
4 – Ana Ferreira
5 – Vánia Ribeiro
6 – Rute Lopes
7 – Rita Dias
8 – Marta Vieira
9 – Carolina Gonçalves
10 – Nídia Vale
Classificação Final
1º França (France)
2º Espanha (Spain)
3º Colômbia (Colombia)
4º Portugal
5º Alemanha (Germany)
6º Chile
7º Argentina
8º Brasil (Brazil)
9º Suíça (Switzerland)
10º EUA (USA)
11º Japão (Japan)
12º Uruguai (Uruguay)
13º Inglaterra (England)
14º Índia (India)

Portugal fica em 4º no Mundial de hóquei - feminino

No Mundial de hóquei em patins em femininos, a selecção portuguesa jogou esta noite em Recife contra a Colômbia para atribuição dos 3º e 4ºs lugares. Infelizmente Portugal perdeu novamente por 4-3, tal como ontem frente à Espanha.
Foi uma óptima classificação se atendermos ao facto de a maioria das jogadores serem garotas de 17 anos.
Futuramente dará que falar desde que as principais jogadoras não desistam da modalidade.
Amanhã farei um post com fotos e algumas considerações sobre a selecção baseado no que me foi dito pelo pai da atleta Marlene Sousa.
A França é o novo campeão mundial após derrotar a Espanha na final por 3-2, depois de ter estado a perder por 2-0.
Resultados de Portugal neste mundial:
  • Portugal 6 x 0 Suíça
  • Portugal 1 x 1 França (2 x 1)
  • Argentina 0 x 2 Portugal
  • Espanha 4 x 3 Portugal
  • Portugal 3 x 4 Colômbia

Sábado 100% vitorioso!

Depois do futebol ontem, hoje todas as modalidades de pavilhão do Benfica (que jogaram), venceram os seus adversários.
O andebol continua 100% vitorioso no campeonato nacional ao fim da 11ª jornada, última da 1ª volta, ao vencer na Luz o A.A. Avanca por 34-23. Excelente 1ª parte (23-11), já a 2ª foi fraca (11-12).
Serviu para rodar todo o plantel e poupar assim os jogadores mais importantes para os jogos futuros.
Carlos Carneiro e Davor Cutura foram os melhores marcadores, com 6 golos cada.
Na liderança isolada do campeonato, agora com 33 pontos!

O basquetebol venceu o Lusitânia, também na Luz, por 84-57 (48-26 ao intervalo). Foi a 4ª vitória no 4º jogo do campeonato, embora esta tivesse sido a 5ª jornada, mas o Benfica folgou na 2ª devido à desistência da modalidade dos azuis nortenhos. Mesmo assim está com o mesmo número de vitórias da Ovarense que tem mais 1 ponto porque fez mais 1 jogo.
Sem poder contar com Ricky Franklin, Carlos Andrade e Fred Gentry, ainda assim o Benfica não teve dificuldades para vencer os açorianos que na época passada deram que fazer nas meias-finais do play-off.
Destaques para Heshimu Evans (MPV da partida) e Lace Dunn, com 20 pontos cada.

O hóquei em patins foi a Braga vencer o HC Braga por 8-2 (1-4 ao intervalo), em jogo da 7ª jornada do campeonato, com golos de Cacau (3), Tuco (2, 1 de penálti e 1 de livre directo), Diogo Rafael, Carlos López (livre directo) e Valter Neves.
Independentemente dos outros resultados esta equipa continuará na liderança, ainda que partilhada.

O voleibol recebeu e venceu o Leixões por 3-0 (25-10/25-11/25-10), em jogo da 11ª jornada do campeonato.
Tal como a equipa de andebol também está 100% vitoriosa, em 10 jogos, 10 vitórias e liderança isolada do campeonato.

Seria uma pena

Se se concretizar o pior cenário será uma baixa de vulto a de Matic frente ao Celtic no jogo da próxima 3ª feira.
Quem diria que o sérvio se tornaria tão rapidamente um jogador tão importante para o Benfica. E não só por não haver outro trinco do mesmo nível, mas também pela sua participação no jogo ofensivo.
Ontem, além do golo que marcou (a meias com um adversário), ficou-me na retina uma jogada em que transporta a bola desde o meio campo encarnado e serviu de bandeja um colega (Rodrigo, salvo erro) à entrada da área adversária.

E vão 5 jogos sem sofrer golos!

O Benfica não sofre golos há mais de 8 horas. Coisa rara devido sobretudo ao facto de ser uma equipa eminentemente ofensiva.
Este facto merece ainda maior realce pelo facto de não terem jogado sempre os mesmos jogadores. Pelo contrário, a equipa tem tido muitas mudanças devido a lesões, castigos e opções técnicas.
É verdade que o Benfica joga de forma um pouco diferente da de épocas anteriores, mas não deixou de ser uma equipa extremamente atacante.

Benfica passa em Moreira de Cónegos

O Benfica venceu justamente o Moreirense por 2-0 e está nos oitavos-de-final da Taça de Portugal. E vão 5 jogos sem sofrer golos!
Vitória justíssima, mas sofrida porque o 2º golo surgiu apenas no último lance do jogo. 
Com o resultado em 1-0 o Moreirense na parte final da partida, sobretudo após o apagão, mais um envolvendo o Benfica, foi para a frente embora Paulo Lopes apenas foi chamado a fazer uma boa defesa que ia direccionada à baliza.
Apesar das muitas alterações na equipa inicial, nomeadamente Paulo Lopes na baliza, André Almeida, Luisão que reapareceu após 2 meses de castigo, Luisinho, Gaitán, Nolito e Rodrigo, a equipa não se ressentiu e só não marcou mais cedo porque o Moreirense esteve muito fechado atrás, sobretudo até sofrer o 1º golo.
Não jogaram, devido a lesões ou poupança, Artur, Maxi, Garay, Melgarejo, Salvio, Enzo Pérez, Carlos Martins e Aimar, ficando inicialmente no banco Cardozo e Ola John.
O benfiquista Duarte Gomes fez uma arbitragem miserável. Dualidade de critérios nas faltas e não marcou dois penáltis contra o Moreirense.

Portugal perde com a Espanha e diz adeus à final

Nas meias-finais do mundial de hóquei feminino a decorrer em Recife, a selecção portuguesa perdeu com a Espanha por 4-3 e diz adeus à final da prova.
Jogo disputadíssimo em que a vitória podia sorrir a qualquer um, venceu a Espanha, mais feliz e mais experiente.
A Espanha marcou 1º, Portugal empatou e fez o 2-1. A espanholas empataram, as portuguesas voltaram a desempatar, mas depois as espanholas empataram de novo e viraram para 4-3. A um minuto do fim a equipa portuguesa beneficiou dum livre directo, mas Marlene Sousa (na foto com o nº 3) não conseguiu marcar.
Na outra meia-final a França venceu a Colômbia por 1-0.
Este sábado teremos um Portugal-Colômbia (21 horas locais) para disputa do 3º lugar e um Espanha-França (22,30) para disputa do título.

Moreirense-Benfica ao vivo (online)

Acompanhe online o Moreirense-Benfica a contar para a 4ª eliminatória da Taça de Portugal que se realiza em Moreira de Cónegos.

Link1, Link2

Onze inicial do Benfica:
Paulo Lopes; André Almeida, Luisão, Jardel e Luisinho; Matic, Bruno César, Gaitán e Nolito; Rodrigo e Lima.
Suplentes:
Artur, João Cancelo, Miguel Vítor, André Gomes, Ola John, Kardec e Cardozo.

Ao intervalo: 0-0
Muito bem o sr. Duarte Gomes durante a 1ª parte. Fez vista grossa a dois penáltis contra o Moreirense, mostrou um amarelo ao Bruno César quando era falta sobre ele à entrada da área! Não contente ainda deixa de marcar uma falta nítida sobre o mesmo Bruno César na esquerda e marca falta a Luisinho porque chocou contra um defesa jà na área do Moreirense.
Matic inaugura o marcador aos 59 minutos. Benfica na frente!
Aos 73 minutos sai Lima e entra Cardozo.
Aos 75 minutos sai Nolito e entra Ola John.
Quebra de energia no estádio origina a interrupção da partida por largos minutos.
Depois de 22 minutos de paragem o jogo recomeça. Faltam 11 + os acréscimos.
Aos 90 + 2 sai Bruno César e entra André Gomes.
Cardozo faz o 2º para o Benfica aos 90 + 4, de pé direito após assistência de bandeja de Gaitán. A bola vai ao centro e acaba a partida.
Resultado final: 0-2

Falidos e tristes

O Sporting só nos faz rir!
Confesso que tenho até alguma pena do estado a que chegou o clube de Alvalade, mas eles é que escolheram o seu caminho e nunca tiveram o mínimo de consideração pelo Benfica, por isso nem merecem a nossa pena.
A Academia deles ganhou fama porque de facto foram quem primeiro construíu um local de excelência para trabalhar e potenciar a formação. Porém, hoje em dia já não são os primeiros. Mesmo assim agarram-se a essa fama para se expandir internacionalmente porque é a única forma que têm à mão para o efeito.
No entanto, em vez de se expandirem para uma China ou outro mercado interessante, expandem-se para um Iraque e um Curdistão.
Godinho Lopes bem tentou seduzir investidores chineses para o Sporting, mas sem sucesso até ao momento.
Neste momento onde se trabalha melhor a formação é no Benfica (Caixa Futebol Campus), só que ainda não chegou nenhum nome sonante à equipa principal, ao contrário deles que têm um Figo, um Cristiano Ronaldo, um Nani, um Moutinho, para mostrar como exemplos da formação.
Não tenho dúvidas que graças à equipa B surgirão a curto prazo jogadores da formação à principal equipa do Benfica e à selecção nacional.

O elogio de Oliveira a Jesus

Já se sabe que é um especialista na valorização de ativos. Ao longo da carreira, Jorge Jesus tem-se tornado num mestre a tirar coelhos da cartola e a “inventar” novas soluções dentro das suas equipas, capazes de suprir as necessidades do plantel que tem à disposição. Este ano, a façanha repetiu-se novamente.

A tarefa do técnico benfiquista não se adivinhava fácil. As saídas dos médios titulares Javi García e Axel Witsel, mesmo em cima do fecho do mercado, assim como o castigo de dois meses atribuído a Luisão e a falta de um lateral-esquerdo de raiz na equipa faziam perspetivar muitas dificuldades, principalmente no plano defensivo, já que foi o sector com maior número de baixas no arranque da época.

Mas Jesus encarou os problemas como desafios. Olhou para os jogadores que compunham o plantel e encontrou soluções, algumas delas improváveis, que começaram a dar frutos. Hoje até se pode dizer que conseguiu multiplicar o número de opções no plantel do Benfica, dada a polivalência que identificou em alguns atletas.

Adecisão mais polémica foi a colocação de Melgarejo no lado esquerdo da defesa. O treinador viu no paraguaio as características ideais para a função. As críticas nos primeiros jogos choveram de imediato. Porém, o tempo vem dando razão a Jesus, já que o jogador adaptou-se à posição e está a ser uma revelação. E o português Luisinho, outro lateral adaptado, sempre que é chamado à titularidade, também tem estado à altura do desafio.

No entanto, a maior dor de cabeça de Jesus terá sido colmatar as perdas de Javi García e Witsel. Matic foi o escolhido para a posição de trinco e tem cumprido com segurança a sua missão, a defender e a iniciar o processo ofensivo. E, na sua ausência, o jovem André Almeida, que também alinha a defesa-direito, começa a ser uma opção a ter em conta.

Por seu turno, na posição 8, Enzo Pérez foi uma agradável surpresa. O argentino, que jogava (e joga) em terrenos mais avançados, não estranhou o lugar e tem rubricado excelentes exibições, fazendo uso da sua grande entrega e qualidade técnica. Jesus tem ainda Carlos Martins e André Gomes. O primeiro tem estado limitado pelas lesões, enquanto o segundo é uma aposta pessoal do treinador. André Gomes tem potencial, bons pés e é capaz de dar profundidade ao ataque. A inexperiência ainda se nota, mas só a jogar poderá confirmar as qualidades que lhe auguram.

O Benfica soube acautelar igualmente a ausência de Luisão. Enquanto o castigo do brasileiro não era conhecido, Jesus foi dando minutos a Jardel na equipa B, preparando-o para a titularidade na equipa principal. E o central ganhou ritmo de jogo e correspondeu em pleno, assumindo-se como opção fiável para o centro da defesa.

A forma como Lima pegou de estaca no onze titular também tem o dedo do treinador. Jesus soube tirar rápido rendimento do brasileiro, usando-o como uma espécie de “joker” do onze titular. Dada a sua mobilidade e faro de golo, Lima pode jogar sozinho na frente, ao lado de um jogador mais posicional como Cardozo ou com a versatilidade de Rodrigo.

Rápida capacidade de regeneração. O Benfica teve de a ter. Jorge Jesus manteve a sua equipa competitiva, sobretudo no plano interno, e lançou bases para o crescimento de novos jogadores que, quem sabe, poderão valer novos negócios milionários. Há muito mérito do treinador encarnado na forma como lapida e valoriza a sua matéria-prima. (António Oliveira, in Record)

Jorge Jesus tem defeitos, mas temos de lhe dar mérito e aplaudir o que tem feito no Benfica. Ganhou poucos títulos, é verdade, mas todos sabemos como actua o "sistema" no futebol português. Os "apitadeiros" conhecidos subrepticiamente ou às claras sabem como se fazem as coisas. E este ano já vimos isso nos 2 empates que tivemos no campeonato!

Portugal vence a Argentina e está nas meias-finais

Num jogo a que assisti ao vivo, a selecção portuguesa feminina de hóquei em patins venceu a Argentina por 2-0 nos quartos-de-final do Mundial, a decorrer no Pavilhão do Clube Português de Recife - Brasil, e está nas meias-finais.
Nos outros jogos, a Espanha venceu a Alemanha por 3-1, a França venceu o Chile por 6-1 e a Colômbia venceu o Brasil por 3-0.
Amanhã teremos os jogos das meias-finais com um Portugal-Espanha (18 horas locais) e um Colômbia-França (19,30 h.).
A final será disputada no sábado à noite.
A Argentina é o detentor do título mundial mas segundo informações que recolhi esta equipa não é a mesma que venceu a prova em 2010 em que bateu na final a França.
Depois de ter perdido com o Chile (2-5) ficou em 2º lugar no seu grupo e por isso defrontou Portugal que foi 1º do seu.
Portugal fez um jogo muito seguro e personalizado, o que é surpreendente numa selecção em que a maioria das jogadoras tem apenas 17 anos e a guarda-redes titular tem 16!
Se Portugal conseguir vencer a Espanha nesta 6ª feira tem todas as condições para ganhar este Mundial.

A aposta na formação é para valer

Apesar de ainda haver alguns descrentes, não tenho dúvidas que a aposta do Benfica na formação é para valer.
Hoje o guarda-redes de 18 anos Bruno Varela, que vai alternando entre os júniores e a equipa B prorrogou o seu contrato até 2018.
Também os júniores Alexandre Alfaiate (central) e Pedro Rebocho (lateral esquerdo), ambos com idade de juvenil (17 anos), assinaram contratos como profissionais até 2015.
Rúben Alfaiate (guarda-redes), irmão gémeo do Alexandre, rubricou contrato de formação até 2014.
Com vários júniores ou ex-júniores no plantel da B, certamente a médio prazo teremos alguns na equipa principal, o que já acontece com André Gomes.

Qual é a 2ª competição de Portugal?

Jorge Jesus afirmou na conferência de imprensa de antevisão ao Moreirense-Benfica de amanhã que financeiramente a Taça da Liga é a 2ª competição mais importante do calandário futebolístico português.
Apesar da questão financeira, não tenho dúvidas que qualquer clube (e adepto) prefere ganhar a Taça de Portugal do que a da Liga.
Quanto a mim a Taça da Liga, apesar de dar dinheiro a todos os clubes, especialmente ao que a ganha, peca por não dar uma vaga nas competições europeias.
E para vocês?

Palhaço e rancoroso!

Nem sei o que dizer do árbitro alemão que originou o castigo a Luisão.
Para mim foi um incidente ocasional e não uma agressão. Incidente igual a milhares que já aconteceram no futebol sem quaisquer consequências, no máximo a exibição dum cartão.
Luisão disse que tentou falar com o árbitro no dia do jogo mas ele não o quis receber. Agora, quando lhe perguntam se já perdoou Luisão, diz que é difícil porque ele nem sequer lhe pediu desculpa. Enfim!
Incompetente e rancoroso!

Jogos decisivos do Mundial de hóquei feminino

Anteontem realizaram-se os jogos correspondentes à última jornada da 1ª fase do campeonato mundial de hóquei em patins feminino que decorre em Recife - Brasil, com os seguintes resultados.
Ontem, dia de folga, realizou-se a eleição dos corpos dirigentes do Comité Internacional de Hóquei em Patins, tendo sido reeleito o alemão Harro Strucksberg.
Realizam-se hoje os jogos decisivos e os que atribuem a classificação final dos não apurados para os mesmos.
Pela manhã jogam as selecções que não se classificaram para os quartos-de-final da prova, casos de Índia, Japão, Inglaterra, Uruguai, Suíça e Estados Unidos.
Pela tarde realizar-se-ão os jogos dos quartos-de-final, a saber:
Espanha (1º Grupo C)-Alemanha (2º Grupo D)
Colômbia (1º Grupo D)-Brasil (2º Grupo C)
Chile (1º Grupo A)-França (2º Grupo B)
Portugal (1º Grupo B)-Argentina (2º Grupo A)


Sobre o Brasil-Colômbia desta noite

O Brasil e a Colômbia defrontaram-se nos Estados Unidos esta noite de 4ª feira, madrugada em Portugal, naquele que foi o milésimo jogo da selecção brasileira. Resultado 1-1!
Pelo Brasil jogaram os ex-benfiquistas David Luiz e Ramires, pela Colômbia os portistas James e Jackson, além de Falcão.
Jogo bem disputado, rasgadinho, especialmente na 2ª parte, em que o James chegou a perder um pouco a cabeça, assim como outros colegas, com as decisões do árbitro, especialmente quando este marcou um penálti (justo) a favor do Brasil já quase no final da partida.
Jackson saíu perto do fim do jogo sem que se tenha dado por ele em campo, já James esteve bem, disciplina à parte, e Falcao muito marcado, só teve um cabeceamento perigoso perto do fim.
Desde a volta de Kaká à selecção, mais a inclusão de Ramires e Paulinho em simultâneo no meio campo, o Brasil tem melhorado de rendimento.
Neymar esteve apagado, ainda assim foi o autor do golo do empate, embora tenha borrado a pintura por completo ao atirar para as nuvens no penálti que poderia ter dado a vitória aos brasileiros.

Qual é o gozo?

Pergunto aos irracionais que gostam de rebentar petardos nos estádios de futebol que gozo lhes dá esse acto?
Concretamente falando sobre o estádio da Luz essa brincadeira já custou e ainda vai custar mais umas centenas de milhares de euros ao clube, além duma possível interdição que felizmente não será no imediato porque a decisão da UEFA apenas será tomada a 13 de Dezembro.

Quando a pouca sorte e a incompetência se misturam

A selecção nacional de futsal foi eliminada pela Itália nos quartos-de-final do Mundial.
Depois de ter estado a ganhar por 3-0 ao intervalo, não se admite uma reviravolta destas.
Já no jogo contra o Japão da fase inicial da competição a nossa selecção estava a ganhar por 5-2 e permitiu o empate dos japoneses.
Isto demonstra que a equipa não estava bem treinada para jogar no 5 contra 4.
Não é porque aconteceu isto com a selecção, mas de há muito tempo que sou contrário à regra do guarda-redes avançado pois tal adultera muitos resultados e regra geral não premeia a melhor equipa.

Boas perguntas para Jesus

No seu artigo semanal, José António Saraiva (confesso adepto do Belenenses) elogia Jorge Jesus e ao mesmo tempo faz-lhe uma série de perguntas pertinentes.
Vejam abaixo.

Um dia, em conversa informal, perguntei a Jorge Jesus por que não gostava do 4x3x3. Ele respondeu-me: “O 4x3x3 é um sistema muito seguro, mas os sócios e adeptos do Benfica merecem um futebol mais espetacular.”

Sou dos que pensam que Jesus tem feito milagres no Benfica. Catapultou a equipa para outro patamar futebolístico, deu-lhe identidade, tem inventado jogadores em série. Quanto dinheiro já não deu ele a ganhar ao Benfica? Julgo que hoje só um treinador poderia fazer melhor do que Jesus no Benfica: Mourinho. E esse é inacessível.

Mesmo assim, gostaria de lhe fazer algumas perguntas. Por exemplo: por que razão o Benfica não sabe marcar cantos? Há jogos em que tem mais de 20 cantos e nem sequer cria perigo! O Benfica é mais perigoso nos lançamentos da linha lateral do que nos cantos.
(Minha resposta, o Benfica sabia marcar golos em cantos, mas a saída de Javi Garcia e o castigo de Luisão, provocaram essa incompetência actual da equipa.)

Por que razão o Benfica não sabe marcar livres laterais? Para algumas equipas, como o Sporting de Braga, um livre lateral é meio golo: Hugo Viana mete a bola entre a defesa e o guarda-redes, e basta um toque de raspão para marcar. O Benfica desaproveita consecutivamente estes lances.

Por que razão Salvio não é experimentado a marcar livres diretos? Recordo que ele centra esplendidamente, conseguindo fazer a bola subir e descer com força.

Por que razão Cardozo continua a marcar penáltis? Julgo que Lima, que é um jogador frio e tem um pontapé forte e colocado, falharia menos.

Se o Benfica melhorasse estes aspetos – cantos, livres laterais, livres diretos e penáltis – seria uma equipa ainda mais perigosa. As bolas paradas são uma das formas de resolver jogos embrulhados. Ora o Benfica tem dezenas de bolas paradas em cada jogo e raramente aproveita uma.

Digam de vossa justiça na caixa de comentários!

O ecletismo do Benfica

Excelente artigo publicado no Record, sobre o Benfica.

O Benfica está a provar que não é apenas um clube de futebol. Luís Filipe Vieira, presidente dos encarnados há quase uma década (eleito pela primeira vez em 2003), soube dar uma nova dimensão ao ecletismo das águias, que estão a tornar-se cada vez mais ganhadoras nas diferentes disciplinas, principalmente no sector masculino, que se encontra mais profissionalizado.

A prová-lo, as modalidades de pavilhão nunca tiveram um arranque tão fulgurante como na presente temporada, com a conquista mais recente das cinco Supertaças, nas vertentes do futsal, basquetebol, voleibol, andebol e hóquei em patins, fazendo o pleno nos desportos coletivos indoor com mais tradições no nosso país.

Desde que o dirigente chegou à liderança na Luz, já entraram nas vitrinas do emblema 47 títulos, entre campeonatos, Taças de Portugal, Supertaças, competições europeias e outros troféus oficiais. “As modalidades fazem parte da nossa essência. São um projeto desportivo de sucesso”, afirmou, há pouco tempo, Luís Filipe Vieira, que fez questão de se reunir no arranque da nova temporada com todas as secções das modalidades de pavilhão, onde não existe uma única equipa que não seja séria candidata à conquista do respetivo campeonato nacional.

A aposta tem-se estendido também às modalidades individuais, designadamente o atletismo (bicampeão nacional), que acabou com a hegemonia do Sporting e até já rendeu um campeão olímpico, como Nelson Évora (triplo) em Pequim’2008, enquanto Vanessa Fernandes (triatlo) arrecadou a medalha de prata na mesma competição, também com o apoio do Benfica.

Competência

Este ecletismo, representado por mais de 20 modalidades, é sustentado por uma organização cada vez mais profissional e competente, que se tem rodeado dos melhores atletas e treinadores, apoiados por infraestruturas únicas e recursos humanos cada vez mais especializados e multidisciplinares.

Os dois pavilhões do complexo da Luz, a existência de um laboratório e gabinete médico e de um fisioterapeuta para cada modalidade de pavilhão são algumas das condições excecionais do clube.

Outro aspeto que também não tem sido descurado é que o Benfica é dos poucos emblemas que tem honrado, a tempo e horas, os compromissos financeiros com os seus jogadores das chamadas modalidades amadoras, algo que ganha ainda uma maior importância nos tempos de grave crise económica.


Formação

Os encarnados têm dado, igualmente, grande importância ao sector da formação, através de protocolos e alugueres de pavilhões para a prática dos diferentes escalões. No total, são mais de mil jovens a praticar diariamente os vários desportos com a camisola das águias, já a construírem a sua “cantera” e as referências para o futuro.

O basquetebol, por exemplo, pulverizou a conquista dos Nacionais masculinos da pretérita temporada, pois, para além dos seniores, os Sub-20, Sub-18 e Sub-16 também não perdoaram frente aos rivais.

Arrojado

O projeto de Luís Filipe Vieira para as modalidades do Benfica tem sido no mínimo arrojado, mas as adversidades para a sua execução têm sido mais do que muitas. Por exemplo, antecessores como Vale e Azevedo ou Manuel Vilarinho e outros dirigentes mais ligados ao futebol, “pregaram” a extinção de muitas das modalidades, ideias que tiveram eco em rivais como o Sporting, que entretanto corrigiu esse caminho, ou mesmo FCPorto, que ainda esta temporada acabou com a secção de basquetebol.

Mas Luís Filipe Vieira não cedeu na defesa das modalidades, consolidando o seu projeto aos poucos, através de uma aprendizagem que foi corrigindo os erros.

Se nos primeiros anos de vigência do mandato do atual presidente do Benfica os ganhos foram poucos em termos de títulos, eles têm crescido exponencialmente ao longo do tempo, sendo que na pretérita temporada as cinco modalidades de pavilhão arrecadaram no total três campeonatos (futsal, basquetebol e hóquei em patins), duas Taças de Portugal (futsal e andebol), duas Supertaças (futsal e voleibol), um Troféu António Pratas (basquetebol) e uma Taça Continental (hóquei em patins), num total de nove títulos.

Presidente mobiliza as várias secções

O presidente do Benfica estende a sua paixão clubística pelo universo das modalidades. E com o seu cunho pessoal tem transmitido os objetivos da direção. No passado esteve acompanhado pelo “vice” João Coutinho, que por razões pessoais decidiu abandonar o cargo, sendo rendido por Domingos Almeida Lima. Record sabe que todos os meses Luís Filipe Vieira tem uma reunião com os presidentes das secções e com os treinadores principais.

Embaixadores

O Benfica tem ainda aproveitado o potencial dos seus ídolos das modalidades como embaixadores nas casas do clube espalhadas pelo país e ilhas.

A exemplo, a equipa de futsal visitou na semana transata sete casas do Benfica numa digressão que fez pelo Alentejo. É desta forma que se criam os elos entre o clube encarnado e os adeptos, que no final dos jogos confraternizam com os seus jogadores preferidos.

Alguém me explica?

Como é que o Porto Canal foi parar às mãos do FCP? E por quantos euros?
Será um caso semelhante ao do Centro de Treinos do Olival?
É que o director deste canal, na sua habitual crónica semanal no Record, diz que é um canal do FCP.

Leiam na íntegra:
Não vão levar a mal que aproveite este espaço para vos falar do Porto Canal. O dia de ontem marcou o arranque do primeiro projeto do género em Portugal e provavelmente no Mundo.

O Porto Canal, propriedade do FC Porto, apresenta-se com um projeto do Porto e do Norte para todo o país. Informação, entretenimento, cultura, desporto e FC Porto. Não é um canal de clube, mas um canal com clube.

Aproveitar a marca FC Porto que hoje ultrapassa todas as fronteiras nacionais e europeias, para comunicar a cidade e o Porto e o Norte para todo o país, Europa e África vai ser um desígnio que ontem deu o primeiro passo.

Sem sectarismo, com elevação, projetando marca pela positiva, a favor de e não contra alguém, trazendo novos debates, novos formadores de opinião, novas ideias, um canal generalista no cabo, com programas de cultura, ciência e história em “prime time”, de tudo um pouco queremos fazer neste novo projeto. O único canal que é feito fora do grande centro que é Lisboa, que é do FC Porto mas alarga a sua programação a todos as áreas, a todas as idades e a todas as classes.

Ao longo dos próximos tempos o telespectador terá a oportunidade de perceber que este é muito mais que um canal de televisão. Será igualmente a voz e a imagem de um Norte que adormeceu nos últimos anos, cujas instituições se renderam ao enorme esforço de centralismo que foi feito pelos sucessivos governos. Mostrar que há massa critica em todo o país, projetos nos quais vale a pena apostar, empreendedorismo que muitas vezes esquecido dá por vezes ideia de uma inércia que não é verdadeira, protagonismo a quem merce de facto, protagonistas que raramente têm possibilidade de se mostrar, uma outra visão do país de gente que também sabe o que quer e que pode contribuir para que Portugal não seja a imagem da crise e da catástrofe, eis o que vai ser o Porto Canal.

Com a marca FC Porto que conquistou o país, a Europa e depois o Mundo como motivação extra para erguermos um projeto televisivo diferente e com conteúdo. Projeto que um dia pode ser mimetizado por outras regiões do país com novas formas de Comunicação que possam fazer deste um país mais vivido, menos desertificado e mais abrangente.

O país, tal como o campeonato de futebol será tanto mais forte se houver mais equipas em jogo, mais competentes, mais poderosas. A concentração nunca foi motivo de desenvolvimento do que quer que seja. Bem pelo contrário.
Serve este último parágrafo para pedir desculpa aos leitores do Record por aproveitar este espaço para falar de um projeto, o Porto Canal no qual estou envolvido. Mas o país precisa de conhecer que para lá do Tejo há empreendedorismo, visão e capacidade critica.

Pedro Proença mostrou mais uma vez a sua classe

Cada vez mais me convenço que Pedro Proença diz ser benfiquista para esconder o seu verdadeiro clube, o Sporting.
Por algum motivo jogou andebol no Sporting!
Ontem foi a vez de prejudicar o Braga. Não tenho pena nenhuma deles, mas isto vem provar que este senhor, considerado o ás da arbitragem portuguesa e da UEFA, é um artista do apito prejudicando a seu bel-prazer quem lhe apetece.
Curiosamente nunca o vi a prejudicar um certo clube que todos sabem quem é.

Um paradoxo

Apesar de ter ficado sem os médios Javi e Witsel e ainda sem Luisão em muitos jogos, o Benfica está a sofrer menos golos.
No campeonato já leva 5 jogos, 3 deles consecutivos sem sofrer golos, contra o V. Setúbal (no Bonfim), contra o Nacional (na Luz), contra o Gil Vicente (em Barcelos), contra o V. Guimarães (na Luz) e contra o Rio Ave (em Vila do Conde).
Sofreu 2 na Luz frente ao Sp. Braga, 2 em Coimbra frente à Académica (ambos de penáltis inventados), 1 em Paços de Ferreira e 1 na Luz frente ao Beira-Mar.
Parece um paradoxo não é?
Talvez o principal motivo seja o de não jogar tão deliberadamente ao ataque como o fazia nas últimas épocas.

Mundial de hóquei em patins feminino

Começou no sábado (dia 10) a 11ª edição do Mundial de hóquei em patins feminino que se disputa na cidade de Recife (Pav. do Clube Português), no Brasil.
O actual detentor do título é a Argentina que venceu a 10ª edição realizada em Espanha em 2010.
Portugal nunca venceu um Mundial feminino, embora tenha 3 segundos lugares, 1 terceiro e 4 quartos.

As selecções participantes ficaram assim distribuídas:
Grupo A
Argentina
EUA
Chile

Grupo B
Portugal
França
Suíça

Grupo C
Espanha
Inglaterra
Brasil
Uruguai

Grupo D
Alemanha
Japão
Colômbia
Índia

Na 1ª jornada os resultados foram os seguintes:
(10/11) Brasil 1-0 Uruguai
(11/11) Colômbia 7-0 Índia
(11/11) Espanha 12-0 Inglaterra
(11/11) Portugal 6-0 Suíça
(11/11) Alemanha 8-0 Japão
(11/11) Chile 11-2 EUA

Hoje joga-se a 2ª jornada para os Grupos C e D, enquanto os A e B, por terem menos uma selecção, não jogam.
Portugal volta a jogar apenas amanhã (3ª feira-13) frente à França que folgou na 1ª jornada.


Vitória suada em Vila do Conde

Foi uma vitória difícil mas justa, apesar do sufoco final.
Estou-me a lembrar do comentário final dum tal de José Nunes da Antena 1 que dizia que o Rio Ave justificava o empate. Respondo-lhe com uma pergunta, quem teve mais oportunidades de golo?
Enquanto os vilacondenses dispuseram duma flagrante por parte de João Tomás, em que Artur estava batido, de resto foram apenas jogadas perigosas, o Benfica teve o remate de Cardozo ao poste direito de Oblak e o triplo de jogadas perigosas.
Na 2ª parte foi flagrante a falta de alguém no meio campo que ajudasse Matic nas tarefas defensivas pois Bruno César que substituíu Enzo (lesionado) não é jogador com essas características e com o castigo de André Gomes não havia mais ninguém, a menos que entrasse Miguel Vítor para a lateral e André Almeida fosse para o meio.
E mais um jogo sem sofrer golos. Já vão 4 jogos, 3 do campeonato, mais 1 da Liga dos Campeões sem sofrer golos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ARQUIVO DO BLOG

Prémio Relíquia da Internet

Prémio Relíquia da Internet

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Adaptado por Blogger Benfiquista

Blog do Manuel © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO