Época 2015/16

Época 2015/16

Só 3 milhões?

Acho pouco, aliás muito pouco, o valor de 3 milhões (se for verdade) pago pelo Vasco da Gama ao Benfica pelos jogadores Éder Luís e Fellipe Bastos.
E, a ser verdade, acho muito pouco porque só o Éder Luís vale mais que isso e tinha mercado no Brasil, nomeadamente o Palmeiras e o Grêmio.
Espero que este valor não esteja correcto porque se estiver terá sido um péssimo negócio, a menos que o Benfica tenha garantido a contratação de algum jogador do Vasco.
Conheço bem o mercado brasileiro por isso sei do que falo.

17 comentários:

Socio slb nº 218219 disse...

O jornal Rascord refere os valores tendo por base a imprensa Brasileira!!! a Imprensa brasileira refere o valor citado pelo jornal RASCORD... excelente jornalismo, sendo que nem o Vasco e até ao momento o SLB falaram acerca dos valores envolvidos!!!

Bicadas disse...

A mim também me parece pouco, mas a verdade é que não há grande registo de clubes brasileiros a pagar mais, a não ser por vedetas consagradas de regresso da Europa.

Aguardemos por pormenores já que será de esperar algum "direito de preferência" ou percentagem de passe.

No fim de contas, o que me preocupa mais é a garantia de pagamento.

Cumprimentos

max disse...

Realmente, péssimo negócio...

E que jogador do Vasco é que nos poderia interessar?

Cumps

71460_5/8 disse...

A ideia que eu tenho é que os clubes brasileiros quase não investem nos jogadores. Querem muito mas dados ou por empréstimo.

Aliás, o Vasco da Gama o máximo que pagou por um jogador foi 2M€.

Considerando o que já foi pago pelos empréstimos, o Benfica não ganha mas também não fica a perder.

Mas provavelmente faltam pormenores importantes do negocio.

Manuel disse...

Eu não conheço o mercado brasileiro, mas acho que é bom negócio. Mesmo que se tenha perdido algum dinheiro. Não basta haver clubes com mais poder de compra é preciso que queiram comprar.
"You can´t always win".

O cash-flow actualmente é muito importante, dada a crise.

Anónimo disse...

5 MILHÕES PELOS DOIS ERA O DEVIDO, MAS EU JÁ NEM ESTOU PREOCUPADO COM ISSO, É QUE SÃO DOIS EXCEDENTÁRIOS QUE SAIEM DA FOLHA SALARIAL E POR ISSO JÁ VALE A PENA.

Rui Paiva disse...

Parace-me pouco, mas mais vale tres milhões do que eles daqui a tres anos rescindirem e saírem a custo zero. Ainda por cima estamos em crise.

Participe já na nova ronda de "O Jogador X" em contra-ataque1.blogspot.com

Abraço

Manuel disse...

Parece que o Eder Luis custou 2M€ e o Bastos veio a custo zero. Sendo assim, vendidos por 3M€ e dado que já pagaram mais 500mil euros pelo empréstimo, assim como os salários eram pagos pelos brasileiros, mesmo sem contar com aquele, o lucro foi de 50%. É mau um negócio com rentabilidade de 50%? Desde quando?

Manuel Oliveira disse...

Max, que jogador do Vasco nos poderia interessar? Dedé em 1º lugar, mas existem mais dois ou três.

Amigo Manuel, só acho bom negócio pelos valores citados se houver mais alguma coisa que não se saiba ainda.

B Cool disse...

O problema não é se é muito ou pouco, é o possível.
O Palmeiras está descapitalizado, ainda aqui há umas semanas o Scolari chamou a diretoria de mentirosos por andarem a dizer aos sócios que estavam interessados em jogadores e disseram-lhe a ele que não tinham dinheiro.
O Grêmio outro dos potenciais interessados, também o que costuma fazer é ficar com jogadores emprestados, ex: Souza dos tripeiros.
Na generalidade os clubes Brasileiros embora já paguem salários relativamente interessantes, não têm ou fazem por não querer ter capacidade de investimento.
É preferível investir em bons jogadores que façam a diferença em termos desportivos com os reursos libertos de jogadores que dificilmente poderão voltar ao Benfica e consequentemente baixar folhas salariais e diminuir amortizações anuais, mesmo suportando algumas perdas, do que manter um plantel de 40 ou 50 jogadores que nunca vão envergar a camisola ou já envergaram e mostraram não ter condições para voltar a envergá-la.

quanto ao Dédé depois das várias tentativas que o Benfica já fez, se ele prefere ficar no Brasil ou ir para itália para mim pode ir para o raio que o parta. Só faz falta quem queira cá estar e seja suficientemente bom para isso

redceltic disse...

além do referido dedé tb fagner e rómulo podem interessar ao benfica.

Anónimo disse...

aos que dizem que nao foi um bom negocio, entao vejamos...o eder custou 2M, o bastos meio milhao, logo por aqui tamos a ganhar meio milhao, mas agora juntem mais meio milhao de cada emprestimos sem ordenados que eles é que pagam...saldo positivo?? 1,5M é mau?? acho que, e temos menos 2 salarios

Olho de águia disse...

Não é mau é muito mau para nao dizer péssimo este negocio realizado pelo Benfica.


Eder Luiz é actualmente um dos jogadores que é cabeça de cartaz do Brasileirão.O seu valor real de mercado é entre 4 a 6 milhões de euros.


Felipe Bastos tem como valor real do passe 2 a 3 milhões de euros.

Para os que dizem que foi bom negocio, gostavam que me explicassem onde conseguem ver bom negocio se vendemos claramente dois jogadores valorizados , especialmente o Eder que esta super valorizado no Brasil , sendo considerado um dos melhores jogadores a jogar no Brasileirão muito abaixo do valor real dos seus passes.Aliás ainda à pouco tempo o nosso Presidente disse que Éder Luiz no minimo 4 milhões ou nao ficaria no Vasco.

A nao ser que esteja incluido um desconto em algum jogador do Vasco que possa ingressar no Benfica é um péssimo negocio.Neste assunto concordo a 100 % com o Manuel de Oliveira

Anónimo disse...

Actualmente o mercado de tranferencias esta estagnado pq os clubes estao descapitalizados. Por outro lado nao interessa ao Benfica declarar grandes encaixes financeiros para nao causar uma onda de inflacionaria nos jogadores que pretende adquirir ( veja-se o caso de Wass, nem se sabe por quanto foi transaccionado)

B Cool disse...

antes da inclusão da benfica estádio no capital da SAD, era necessário fazer informação pública de todos os negócios com valor igual ou superior a 3,75 milhões de euros (5% de 75 Milhões).
Como o capital da SAD passou para 115 Milhões, só negócios superiores a 5,3 milhões têm que ser tornados públicos.
Os direitos económicos dos atletas brasileiros raramente são detidos a 100 % pelos clubes, normalmente há empresários e/ou outros clubes ou empresas que detêm parte do passe, pelo que tendo em conta que o negócio com um clube só diz respeito ao valor negociado com esse clube, se fôr inferior a 5,3 milhões não tem que ser tornado público - exemplos: bruno césar, enzo pérez, cujos valores totais dos negócios foram superiores ao mencionado na imprensa.
Nem tudo é tão linear como parece, quero com isto dizer que mesmo que o vasco tenha pago 3 milhões, não quer dizer que eles tenham comprado 100 % dos direitos económicos, eles compraram foi 100 % dos direitos desportivos

Manuel disse...

E o que me dizem da venda do Wass por 3M€? Custou zero há um ano. Lucro de 4M€ em 3 jogadores emprestados num ano. Bem bom, nos tempos que correm.

Se por cada 3 emprestados os vendermos por 4M€ de lucro, grandes negócios. Grão a grão... LOL!

Manuel disse...

Olho de águia, mas quem é que decide o valor dos jogadores, os bloggers? Quem decide são os compradores. Por mais que achem que um jogador vale 50M€ (Hulk), se ninguém quiser dar mais de 30M€ esse será o real valor do jogador. Por melhor que ele seja.

Actualmente, com a crise, "it´s a buyer´s market". Sabem o que isso significa? Perguntem ao Porto, que vê a sua estratégia de enganar papalvos ir pela pia abaixo, como aliás merece. Estratégia da treta.

E depois o Peidolas é que sabe fazer grandes negócios. Este último ano tem sido um fartote de bons negócios, tanto nas compras como nas vendas. Lol!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ARQUIVO DO BLOG

Prémio Relíquia da Internet

Prémio Relíquia da Internet

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Adaptado por Blogger Benfiquista

Blog do Manuel © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO