Época 2015/16

Época 2015/16

Ainda Proença e as ajudas ao Porto

Casualmente ao pesquisar notícias sobre Pedro Proença deparei com o texto abaixo retirado do Blog dum sportinguista, o Quinta del Duque.

«É certo que por vezes no calor da emoção, provavelmente já fui injusto com algumas pessoas, inclusivamente árbitros. Hoje, somente com base em factos, vou falar sobre o sr. árbitro Pedro Proença e o trabalho que tem dado a sua participação no próximo europeu de futebol. Outra coisa que tenho dito e repito, é que os árbitros não são inteligentes, nem toda a sua estrutura. Querem-nos fazer de parvos, com a sua suposta imparcialidade, mas devem ter presente que o cansaço não é sinónimo de não vermos o que está à nossa frente. Assim vou fazer uma breve passagem pela "solidez" da carreira de Pedro Proença e os "méritos" dele para ser considerado o melhor árbitro português.
Pedro Proença começou a sua carreira como todos os outros árbitros que hoje fazem parte da primeira liga. Através de favores. Se dúvidas houvesse, Pedro Proença também foi apanhado nas escutas do apito dourado: qual o interessado? O do costume; o tal que desde há 30 anos recebe loas de grande líder. Adiante:
"Na véspera do encontro que decidiria a Supertaça da época de 2003-2004, o presidente do FC Porto preocupava-se em saber quem seria o árbitro que iria dirigir o confronto que poria frente a frente FC Porto e União de Leiria. Assim sendo, nada como obter informações junto de Pinto de Sousa, o presidente do Conselho de Arbitragem.
Pinto de Sousa: - "É...mas vou devagarito, pá, calmamente...vou falar com o Pedro Proença!"
Pinto da Costa: - "Vais?"
Pinto de Sousa: - "...grande jogo em Guimarães, pá! Vai fazer um grande jogo!"
Pinto da Costa:- "Com recado para não expulsar ninguém
Pinto de Sousa:- "Eh! Eh! Eh!"
...Nove dias mais tarde, no estádio Municipal de Guimarães, Pedro Proença seria de facto o árbitro da Supertaça. O Porto venceria por 1-0, golo de Costinha aos 55 minutos..."
Até aqui nada fora do normal pelo que sabemos, podia ter sido um pedido para uma final, Pedro Proença ser um homem de coluna vertebral e fazer a sua obrigação com isenção: mas não; quem procurar os relatos da atuação de Pedro Proença nesse jogo, vê que a apreciação à arbitragem foi negativa; com benefícios para o Porto naturalmente. O golo do Porto foi obtido por abalroamento ao guarda redes do Leiria dentro da pequena área. Ah! E existiu uma expulsão...para o Leiria como seria de esperar.
A seguir a este serviço, Pedro Proença tem repetido enormes arbitragens, sempre a favor do mesmo. Para não ser exaustivo, recordo também no Dragão, um penalty inexistente marcado pelo senhor Pedro por suposta falta de Yebda sobre Lisandro Lopez. Este lance até suscitou um ato de contrição do sr. árbitro. Mas as falhas de Pedro Proença, sempre para o mesmo lado, não se ficam por aqui. O Sporting também foi alvo do martelo de Proença no Estádio do Dragão, no célebre atraso a Stojkovic num corte de carrinho de Polga em lance dividido; lance que viria a decidir o jogo.
Porque já me estou a estender vou tentar ser mais rápido. Chegado a esta época tenho mesmo de concluir que Pedro Proença é de longe o melhor árbitro português. Esteve nos jogos das decisões e praticamente sozinho resolveu o campeonato e certificou os acessos à Liga dos Campeões.
É aqui começamos a ver a coerência de Pedro Proença. Já na Luz onde entregou o título ao Porto o primeiro amarelo a Emerson, elo mais fraco do Benfica, foi mais que duvidoso, calculando ele, que com Hulk pela frente, não seria difícil mostrar-lhe segundo, sabendo antemão que os adeptos encarnados cairiam em cima do brasileiro, mais que queimado. É preciso saber fazer.  Notem a semelhança com o jogo do Sporting: o primeiro amarelo ao Ogushi foi mal mostrado e muito cedo, dando tempo a que a dimensão do americano provocasse mais um contacto, e  respetiva expulsão. Para os mais distraídos tudo parece futebol e coincidências não é?
Mas no Dragão a exibição de Pedro Proença não ficou por aqui. O despudor foi total, valeu tudo; algo não falado na comunicação social, a falta de coragem do apitador em expulsar Fernando que lhe chamou tudo bem na cara e a olhar-lhe nos olhos. João Pereira ao pé daquilo é um menino. Só chama de longe, mas aí, os ouvidos, estão limpinhos. Pereirinha empurrado e Polga mal expulso; não vale a pena estafar mais o tema.
Agora vocês dizem: mas mesmo que empatássemos no Dragão ficávamos a 4 pontos. Se eu disse que ele certificou os acessos à Liga dos Campeões não foi ao acaso. Contabilizem também o 3 pontos espoliados por este mesmo senhor contra o Marítimo. Pedro Proença a solo, retirou-nos a possibilidade de estar presentes na LC e de embolsar 8 milhões de euros. Estes senhores arrasam um clube sem punição à altura. Venham-me lá com a história que no fim do campeonato o saldo fica equilibrado entre o deve e haver.
Para o fim deixo a falta de vergonha total que se apoderou do futebol português. A ordinarice foi tal que o próprio Manuel Serrão teve de admitir que as festinhas, carinhos, e mimos de Pedro Proença aos jogadores do porto não fez sentido.
Aquilo foi demasiado triste. Estava tudo em festa, e o Sporting ali, parecia um convidado de ocasião que apareceu para ser o bombo da festa. Um árbitro pode ter boas relações com os jogadores, mas por respeito ao futebol, adeptos, e adversário presente, devia ter um pouco mais de decoro, ainda para mais, quando o mundo está a ver. Se é assim em direto, imagino fora dos holofotes. Aquela cena foi das coisas mais deprimentes que já vi no futebol. Os abraços a Hulk só podia dar no que deu...
Agora não me venham com o suposto benfiquismo de Proença, já que os encarnados também são sempre encavados pelo personagem. Não se esqueçam que Vítor Pereira, presidente do conselho de arbitragem  também é sportinguista, e não tem sido por isso que não somos achincalhados repetidamente pelos apitadores. Dá jeito dizer: ah e tal que é benfiquista ou sportinguista, mas no fim de contas...são 11 contra 11 no fim ganha o Pinto da Costa.»

9 comentários:

Vozes Encarnadas disse...

É raro ver um sportinguista hoje em dia e ai está um.

São raros mas pelos vistos ainda há.

Infelizmente não há ninguém que queira mesmo acabar com isto tudo começando uma guerra aberta até ás últimas.

Vieira começou mas parou não sei porque.

Só vamos voltar a ser um clube quando o sistema morrer. até lá vai ser sempre assim.

Manuel disse...

Ora aqui está um sportinguista que de parvo não tem nada É pena é ser uma excepção. A maior parte come da gamela que lhe dão e ainda agradece. Por isso estão como estão, a caminho do abismo com um sorriso nos lábios. Deixem-nos continuar. Mas tenho pena.

Anónimo disse...

HOJE EM DIA É RARO ENCONTRAR UM SPORTIGUISTA, AINDA BEM QUE SE ENCONTROU UM, É QUE LAGARTOS NÃO FALTAM, AGORA SPORTINGUISTAS SÃO POUCOS.
FOLGO EM SABER QUE AINDA HÁ SPORTINGUISTAS, E COMO SE VÊ TÊM A MESMA VISÃO QUE NÓS, A VISÃO DA VERDADE E SABEM BEM QUEM SÃO OS BATOTEIROS.

Anónimo disse...

Esse sportinguista esqueceu-se foi de mencionar o jogo do Sporting na Madeira...mas enfim ainda assim tudo o que referiu é totalmente verdadeiro

Frank disse...

É um sportinguista sem palas nos olhos... Está muito bem sintetizado nesse artigo o que tem sido a carreira desse senhor. E o prémio maior chegou agora com a nomeação para a final da champions. Isto, recordo, como aliás já disse no blog, depois duma época em que esteve associado a alguns dos casos mais negativos de arbitragem deste ano, com influência directa n classificação final do campeonato.

Minha Chama disse...

Mesmo nada de parvo.
Manuel, vou usar.

grande abraço

ÀBenfica disse...

Tau.

artnis disse...

Este é como o meu compadre e mais 3ou 4 amigos que tenho ...

Sportinguista!

(sim, com maiúscula, ainda há alguns, cada vez menos.)

Manuel Oliveira disse...

Nem todos são submissos!

Abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ARQUIVO DO BLOG

Prémio Relíquia da Internet

Prémio Relíquia da Internet

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Presente do grande CORAÇÃO ENCARNADO

Adaptado por Blogger Benfiquista

Blog do Manuel © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO